MENU

Pão e circo?

Torcer e vibrar com a seleção, não quer dizer que me alegro com a corrupção e nem que me conformo com “o que tinha que ser roubado já foi roubado”

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 9 Junho de 2014 as 10:48

Brasil

Pois é; a copa do mundo no Brasil chegou!

Educação decadente? Sim!

Saúde doente? Sim!

Transportes caóticos e supercaros? Sim!

Segurança pública duvidosa? Sim!

Estádios ou qualquer outra obra superfaturada? Sim, com certeza sim!

Porém, não me parece prudente engrossar o coro de que o povo ainda se satisfaz com “Pão e Circo” (Forma irônica de dizer que o povo em massa só se preocupa com alimento e diversão).

Aliás, que povo é esse? Será que o povo é mesmo assim alienado, desinformado, insensato, que não percebem a insanidade da corrupção?

Corrupção que nasceu quando perdemos a inocência (Genesis 3:7) e é item de série em nosso DNA desde então.

Povo que se alegra com “Pão e Circo” e não entende de corrupção, nunca viajou pelas páginas dos evangelhos, Deuteronômios, Isaías, Eclesiastes, Provérbios, etc.

Não acredito que o fato do povo (eu me incluo nesse povo) aproveitar o entretenimento que nos trará a Copa, faça dele escravo de um sistema, alienado e cego.

Muitos irão protestar torcendo contra a seleção para punir atos de corrupção. Porém, muitos outros, como eu, irão reunir os mais chegados que irmãos e vão torcer pela seleção sem ter a mente anestesiada e contaminada por qualquer síndrome de amnésia acerca dos estádios superfaturados para trinta dias, um mês ou quatro semanas de evento.

Torcer e vibrar com a seleção, não quer dizer que me alegro com a corrupção e nem que me conformo com “o que tinha que ser roubado já foi roubado”, mas significa que torcer contra o Brasil, não irá fazer o país melhor e ou punir qualquer governante corrupto.

Exerçamos nossa indignação aproveitando a atenção do mundo de forma inteligente e não abraçando qualquer pseudo-protestos e de forma eficaz nas urnas eletrônicas no dia 05 de outubro quando novamente iremos escolher os nossos governantes.

“Pão e Circo” pode agradar o povo, mas não o povo que conhece as escrituras sagradas.

“Pra cima deles Brasil”!


- Anderson Zanella

veja também