MENU

Quem quer dinheiro?

A impressão que temos é que cada vez mais a igreja faz do Evangelho uma “telexfree”, uma pirâmide financeira, uma bolsa de valores celestial

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 5 Junho de 2014 as 9:53

silvio santosA célebre frase do apresentador dominical Silvio Santos, ecoa também “dominicalmente” em inúmeras instituições religiosas. Parece que a vida de boa parte dos evangélicos está relacionado com ter, tomar posse e receber a “benção” financeira.

A impressão que temos é que cada vez mais a igreja faz do Evangelho uma “telexfree”, uma pirâmide financeira, uma bolsa de valores celestial, onde aplicar rende, e dizimar multiplica o dinheiro, como que num passe de mágica. Ledo engano. Um dos meus mentores literários e apologista, C.S. Lewis escreveu esplendidamente sobre isso em um de seus livros.

No livro póstumo Letters to american Lady, de 1967, há uma troca de cartas entre Lewis e uma mulher americana a quem o escritor tentava ajudar financeiramente. Depois de muito insistir, e depois de conseguir achar meios tributários de enviar o dinheiro, finalmente, a mulher aceitou a ajuda, dizendo: “Bem, eu vou aceitar então, e muito obrigada. Não me admira que Deus tenha te abençoado tanto lhe dando tanto dinheiro.”

Lewis não se conteve e respondeu à mulher: “Cuidado com os seus pensamentos em relação a isso. Em nenhum lugar no meu novo testamento eu vejo o dinheiro descrito como uma bênção. Na verdade, Jesus diz algo completamente diferente. Ele fala sobre o engano das riquezas (“mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera”, Marcos 4.19). Cristo diz que é quase impossível para um homem rico entrar no reino dos céus (“E, outra vez, vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”, Mateus 19.24). O que você chama de bênção, tem um poder muito maior para destruir. Na verdade, eu preciso te dar este dinheiro, ou ele provavelmente me destruiria. Não olhe para homens com recursos vendo nisso a prova de serem abençoados. Provavelmente, isso é a marca de sua maldição eterna.”

Por isso, creio com todas as minhas forças que Deus quer nos tornar ricos sim...de “boas obras”, e pra isso a generosidade e o desprendimento financeiro são imprescindíveis para o cumprimento de nosso chamado. Minha oração é essa: “Deus faça de cada crente verdadeiro, um milionário em Justiça Social!”


- Pr. Bruno dos Santos

 

veja também