MENU

A mesma história, contada um pouquinho diferente

Abraão, Isaque e a história de um amor sacrificial.

fonte: Guiame, Ed René Kivitz

Atualizado: Sexta-feira, 5 Fevereiro de 2016 as 6:30

Passado algum tempo, Deus pôs Abraão à prova, dizendo-lhe: "Abraão! " Ele respondeu: "Eis-me aqui".

Então disse Deus: "Tome seu filho, seu único filho, Isaque, a quem você ama, e vá para a região de Moriá. Sacrifique-o ali como holocausto num dos montes que lhe indicarei".

Abraão caiu sobre seus joelhos e clamou aos céus: “Tudo, menos Isaque, Senhor!”

Deus lhe respondeu: “Não percebe que ao se dispor a me entregar tudo menos Isaque você transforma Isaque em tudo?”

Na manhã seguinte Abraão levantou-se e preparou o seu jumento. Tomou consigo Isaque, e logo ao nascer do sol partiu em direção ao Moriá para sacrificar seu filho.

Quando chegaram ao lugar que Deus lhe havia indicado, Abraão construiu um altar e sobre ele arrumou a lenha. Amarrou seu filho Isaque e o colocou sobre o altar, em cima da lenha. Então estendeu a mão e pegou a faca para fazer o sacrifício que Deus havia solicitado.

Mas o Anjo do Senhor o chamou do céu: "Abraão! Abraão!". "Eis-me aqui", respondeu ele.

"Não toque no rapaz", disse o Anjo. "Não lhe faça nada. Agora sei que você teme a Deus, porque não se negou a abrir mão de tudo por amor a mim".

Abraão ergueu os olhos e viu um carneiro preso pelos chifres num arbusto. Então ofereceu aquele carneiro como holocausto em lugar de seu filho.

Abraão deu àquele lugar o nome de "O Senhor proverá". Por isso até hoje se diz: "No monte do Senhor se proverá".

E nunca mais Abraão temeu o amanhecer do dia em que porventura viesse a ter nada.

veja também