MENU

O desenho da menina

O desenho da menina

Atualizado: Terça-feira, 11 Março de 2014 as 11:31

desenhoOs sonhos são desenhos que a imaginação faz. A imaginação é a maneira como a gente tenta voltar para o paraíso que ficou perdido em algum lugar do passado. O paraíso é aquele lugar onde só existem coisas boas e gente feliz. O paraíso é o mundo perfeito. Quando a gente começa a pensar no paraíso, a imaginação vai tão longe que começa a fazer rabiscos numa folha. Vai fazendo rabiscos, rabiscos e mais rabiscos, até que eles viram um desenho bem bonito. O nome desse desenho é sonho.
 
Para fazer um desenho chamado sonho a gente tem que ter imaginação, pois é a imaginação quem faz o desenho. As pessoas que não conseguem enxergar além das coisas que existem não conseguem fazer desenhos que se chamam sonhos. Mas não basta a gente ter imaginação. Além disso, a gente não pode ter vergonha, porque quando a imaginação começa a fazer seu desenho chamado sonho os primeiros traços são só rabiscos.
 
Acho que é por isso que as crianças sonham mais. Elas não estão presas pelas coisas que já existem. Aliás, elas não sabem os limites do que existe, para elas as coisas existem sem fim, um montão de coisas, até lá longe. Ainda não disseram para elas que o mundo acaba. Para elas o mundo não acaba, pois elas ainda têm a saudade do paraíso bem fresquinha na cabeça delas. Faz pouco tempo que elas acordaram do sono da barriga da mãe, e ainda conseguem se lembrar do paraíso. É por isso que a imaginação delas é desse tamanhão. Aos poucos, quando vão crescendo, os adultos vão dizendo para elas que isso pode e isso não pode, que isso é perigoso e aquilo é do mal, e então o mundo vai ficando cada vez menor e o paraíso cada vez mais longe. Aí a imaginação vai morrendo. O mundo delas vai ficando do tamanho das coisas possíveis, bem pequenininho, até que a imaginação já não faz mais desenhos que se chamam sonhos.
 
Ah, tem outra coisa. As crianças não têm vergonha dos seus rabiscos. São os adultos que têm. Os adultos ficam preocupados com o que os outros adultos vão pensar, e ficam comparando os rabiscos deles com os rabiscos de outros adultos, e aí, ou deixam de fazer rabiscos ou guardam os seus rabiscos bem guardadinhos. Aos poucos, a imaginação vai perdendo a vontade de fazer desenhos. A imaginação começa a acreditar que os desenhos são feios, ou então começa a achar que os desenhos vão ficar escondidos em uma gaveta e que nem adianta fazer desenhos, já que ninguém vai ver mesmo, ninguém vai acreditar neles. As crianças não, elas fazem um monte de rabiscos coloridos que ficam brincando com elas na folha de papel, que nem uma bailarina que dança pra lá e pra cá. Acho que elas pensam que a bailarina que dança na folha é de verdade. As crianças acreditam que seus rabiscos que são desenhos que se chamam sonhos são bonitos e são de verdade, acreditam neles e acham que um dia a vida vai ficar igual a eles. Até que chega um adulto e estraga tudo: guarda todos aqueles desenhos que se chamam sonhos, diz que eles não têm importância e que são coisas de crianças.
 
Acho que foi por isso que Jesus disse que o reino dos céus é das crianças. As crianças lembram tão bem do paraíso, que a imaginação delas faz um monte de desenhos que se chamam sonhos.
 
 
- Ed René Kivitz
 

veja também