P22.6, o código que faltou para os abusados da USP.

P22.6, o código que faltou para os abusados da USP.

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:21

Semana passada, todos os limites normais foram ultrapassados por uma minoria inconformada. Como não querem a polícia patrulhando os espaços internos da faculdade, um grupo com cerca de 50 alunos da USP resolveu promover um verdadeiro quebra-quebra com pedaços de pau, destruindo tudo que conseguiram. Não querer a segurança na faculdade já é um desejo questionável, no entanto, no caso destes alunos, é ainda mais questionável, eles não querem a polícia para poderem fumar sua maconha sem ninguém atrapalhando.

Filhinhos de papai, na sua maioria, formam o grupo. Grande parte se locomove em carros acima de R$ 50.000,00. Só andam com roupa, relógio e óculos de marca. Sentem-se donos do pedaço e com direito de fazer o que bem entendem, mesmo que sejam somente 0,06% dos 80.000 alunos, cuja maioria é a favor da presença da PM. Uma mãe, aliás, fez questão de registrar seu testemunho: Se a polícia já estivesse na USP no dia em que meu filho foi morto, talvez ele estivesse vivo.

Enfim, são garotos mimados, muito mimados. Não aprenderam a ouvir respostas que contrariam suas vontades e a vida, como bem sabemos, regularmente contraria nossas imperfeitas vontades. Para estes abusados da USP faltou o código P22.6. Possivelmente, talvez, é bem provável que de fato faltou a correta aplicação de P22.6. Seus pais ou desconheciam ou não quiseram aplicar o código.

A definição de P22.6 é: Ensina a criança no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele, Provérbios 22.6. Quando Deus orienta uma sistemática disciplina para os filhos, em hipótese alguma Ele quer colocar um peso impossível nas costas dos pais. Nada disso. Ensinar a criança é fonte de bênção e alegria. É atividade somente eficaz quando inundada com amor, afeto, respeito, fidelidade e exemplo. Ensinar a criança é compartilhar, mergulhar no seu mundo, é aprender com ela, é descobrir. Ensinar a criança é das tarefas mais difíceis, admito, mas também é das missões mais gratificantes para se dedicar e fazer valer a pena a vida que se vive.

O outro lado de P22.6 é também verdadeiro. Se alguém ensinar a criança no caminho em que ela NÃO deve andar, ela também vai aprender. Ou seja, o que se ensina, a criança aprende.

Consegue perceber o estrago que tem sido feito em milhares de coraçõezinhos? Notou a falta irreparável que é causada pela ausência de pais que só sabem trabalhar, viajar, curtir a noite e largar seus filhos sob os cuidados de terceiros? Pois mesmo que os pais não ensinem, o mundo ensina. Este é o nó.

Nossa geração precisa resgatar urgentemente a genuína educação bíblica, abastecer nossas crianças de conteúdo eterno, remidor e salvador. Pense nisso, os meninos mimados da USP poderiam ter sido poupados de ações tão insanas se tivessem recebido ao longo dos anos os princípios de P22.6. Poderiam...

Paz

Edmilson Ferreira Mendes   é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: "Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

Contatos com o pastor Edmilson Mendes:

www.calicedevida.com.br

[email protected]

Siga-nos

Mais do Guiame