MENU

A Bíblia e a Política: Será que estamos no caminho?

Um governo justo, que teme a Deus, respeita as leis e serve ao povo é fonte de grande alegria.

fonte: Guiame, Hernandes Dias Lopes

Atualizado: Terça-feira, 10 Novembro de 2015 as 5:05

O livro de Provérbios tem muitos ensinamentos sobre a política. Em virtude da crise que o Brasil atravessa nessa área, vamos postar, aqui, alguns textos alusivos ao assunto.

Vejamos o que está escrito: "Quando se multiplicam os justos, o povo se alegra, quando, porém, domina o perverso, o povo suspira" (Provérbios 29.2).

Um governo justo, que teme a Deus, respeita as leis e serve ao povo é fonte de grande alegria. Porém, um governo que rejeita a autoridade de Deus, torce as leis para seu próprio benefício e oprime o povo com pesados tributos para cobrir os rombos da corrupção, torna-se um pesadelo para a nação. Então, só resta ao povo suspirar.

A política é a arte de governar bem. E governa bem quem faz uma gestão honesta, aplicando de maneira justa os recursos.

O Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo. O retorno do governo em termos de investimento na infra-estrutura é sofrível. Nossas estradas estão esburacadas. Nossos hospitais estão sucateados. Nossas escolas estão, em muitos lugares do país, deixadas à míngua. O rombo no orçamento é cada vez maior, e isso, para pagar as contas de uma gestão perdulária. Impostos e mais impostos estão sendo criados, levando muitas empresas à falência e colocando a corda no pescoço do contribuinte.

O que a Bíblia tem a falar sobre isso? Vejamos: "Quando o governo é justo, o país tem segurança; mas, quando o governo cobra impostos demais, a nação acaba na desgraça" (Provérbios 29.4 NTLH).

 

veja também