MENU

Dando razão da nossa fé em Deus

É infinitamente mais provável que um conjunto de escritos lançados a esmo sobre o papel produzisse a Ilíada de Homero do que o universo ter uma outra causa além de Deus

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 25 Julho de 2014 as 8:49

Referência: Romanos 1.20

féINTRODUÇÃO

1. A questão da existência de Deus

a) Os ateístas – Negam que Deus existe;

b) Os materialistas – Acham que a matéria inerte e impessoal é eterna;

c) Os evolucionistas – Tudo surgiu por acaso, portanto não há Deus.

A teoria do Big Bang – Onde uma explosão produziu a ordem. Poderia uma explosão cósmica produzir ordem? Pode o caos produzir o cosmo?

A teoria de Charles Darwin – A evolução das espécies e a sobrevivência do mais forte.

A teoria da evolução é ensinada nas escolas como um fato científico incontroverso – A Bíblia fala de mutação das espécies e não de transmutação (Gn 1.11,12,21,24,28).

d) A teoria da morte de Deus – Nietzche afirmou: “Deus morreu”. Ele criou a tese do super-homem. Isso desembocou no antropocentrismo idolátrico.

e) A teoria do materialismo dialético – Karl Marx diz: “O homem é o seu próprio deus e a idéia de Deus é uma projeção da mente humana”, ou seja, o homem criou Deus em vez de Deus criar o homem.

f) A teoria existencialista – A vida é o aqui e o agora. Não há Deus. Não há eternidade. Não há esperança. A vida está reduzida ao desespero. Jean Paul Sartre, o grande patrono do Existencialismo diz que a vida é uma piada sem graça. Julian Huxley diz: “A ciência reduziu Deus simplesmente a um evanescente sorriso do gato no conto Alice no país das maravilhas.

2. Os efeitos desta cosmovisão

Francis Schaeffer, em seu livro O Manifesto Cristão diz que esse pensamento materialista, não ético do homem, é uma das principais causas da enorme incidência de crimes, assassinatos, estupros, roubos, promiscuidade da nossa sociedade. Diz ele: “Ensine aos homens que eles são animais e com o passar do tempo eles vão agir como animais”.

“Não faz sentido falar de direitos humanos numa sociedade materialista: é como se fizesse um apelo ao Oceano Atlântico”.

O cientista criacionista De Haan diz que o autor da Bíblia é o mesmo autor da ciência. Embora a Bíblia não tenha sido escrita como um manual de ciência, ela não está em contradição com a ciência, visto que ciência e Bíblia têm o mesmo autor: Deus.

Onde o cristianismo prevaleceu as ciências foram desenvolvidas e o progresso social se fortaleceu – As nações que nasceram bebendo o leite da verdade divina, se fortaleceram no campo científico, moral, social, econômico e espiritual.

3. A Astronomia revela a obra criadora de Deus

Não existe nenhum ramo da ciência que examine maior porção da obra de Deus que a astronomia. O Salmista diz: “Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos” (Sl 19.1). O apóstolo Paulo diz: “Pois os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das cousas que foram criadas…” (Rm 1.20).

Pierre Simon de La Place – Um dos maiores astrônomos do mundo disse: “A prova a favor do Deus inteligente como autor da criação está como o infinito para UM”.

Uma questão de probabilidade – É infinitamente mais provável que um conjunto de escritos lançados a esmo sobre o papel produzisse a Ilíada de Homero do que o universo ter uma outra causa além de Deus.

PROVAS DA EXISTÊNCIA DE DEUS

Deus existe. Ele é o criador do universo. Ele criou do nada tudo (Hb 11.6). Deus tirou o ser do não ser; a existência da não existência. A causa do universo é a vontade de Deus.

a) A matéria não é eterna – como queriam os gnósticos.

b) O universo não foi feito de matéria pré-existente – como queria Platão.

c) O universo não é uma emanação – como querem os panteístas.

d) O universo é obra de Deus – Deus criou tudo como sabedoria e com leis pré-estabelecidas.

Vejamos algumas provas da existência de Deus:

I. O TAMANHO DO PLANETA TERRA

A massa e o tamanho do planeta em que fomos colocados está rigorosamente planejado. O Dr. Wallace diz que se a TERRA fosse 10% maior ou 10% menor, a vida seria impossível sobre a face da terra.

II. A DISTÂNCIA DO SOL

“A distância do sol é a distância certa, pois é por isso que recebemos a quantidade certa de luz e calor. Se estivéssemos mais afastados iríamos congelar-nos e se estivéssemos mais pertos (como Vênus e Mercúrio) não sobreviveríamos” – Fred John Meldan.

III. A INCLINAÇÃO DO EIXO DA TERRA

Nenhum outro planeta tem seu eixo inclinado assim: 23 graus. Esse ângulo dá condições para que todas as partes da terra sejam lentamente atingidas pelos raios solares, como um frango que está sendo assado numa churrasqueira.

Se não houvesse essa inclinação, os pólos acumulariam uma imensa massa de gelo e as partes centrais seriam quentes demais e inabitadas.

IV. A EXISTÊNCIA DA LUA

Sem a lua seria impossível viver no planeta terra. Se alguém conseguisse arrancar a lua de sua órbita, toda a vida cessaria em nosso planeta.

Deus nos deu a lua como uma criada para limpar o oceano e as praias de todos os continentes. Sem as marés originadas por causa da lua, todas as baías e praias se tornariam em poços fétidos de lixo e seria impossível viver perto delas.

Devido às marés, ondas contínuas se quebram sobre as praias, promovendo a areação dos oceanos da terra, provendo de oxigênio as águas para a obtenção do PLÂNCTON, que é a base da cadeia de alimentos do mundo.

Sem PLÂNCTON não haveria oxigênio e o homem não poderia viver sobre a face da terra.

Deus fez a lua do tamanho certo e a colocou à distância exata da terra para realizar essas e outras numerosas funções.

V. A ATMOSFERA TERRESTRE

Vivemos sob um imenso oceano de ar. 78% nitrogênio; 21% de oxigênio e 1% de quase uma dúzia de outros elementos. Os estudos espectográficos de outros planetas do sistema solar demonstram que não existe outra atmosfera, nenhuma parte do universo conhecido que seja feita desses mesmos ingredientes, nada com uma composição parecida.

Embora o homem descarregue uma tremenda quantidade de dióxido de carbono na atmosfera, isso é absorvido pelos oceanos e o homem pode assim continuar vivendo neste planeta.

Se a atmosfera não fosse tão espessa ou alta como ela é, nós seríamos esmagados pelos bilhões de pedaços de lixo cósmico de meteoritos que caem continuamente sobre o nosso planeta.

VI. O CICLO DE NITROGÊNIO

O Nitrogênio é um elemento extremamente inerte – Se não fosse, nós seríamos todos envenenados por diversos compostos de Nitrogênio.

No entanto, por ser ele inerte, é impossível combiná-lo naturalmente com outros elementos.

O Nitrogênio é de vital importância para as plantas sobre a terra. Como é que Deus faz para transferir o Nitrogênio do ar para o solo? Ele usa os relâmpagos! Cerca de 100 mil raios ferem o solo diariamente, criando anualmente 100 milhões de toneladas de nitrogênio útil como alimento das plantas.

VII. A CAMADA DE OZÔNIO

A 60 Km de altura existe uma camada fina de OZÔNIO. Se essa camada fosse comprimida, seria reduzida a uns 6 milímetros de espessura, e no entanto, sem ela não haveria vida sobre a face da terra.

8 tipos de raios mortíferos caem sobre a terra continuamente, provenientes do sol; sem essa camada de ozônio, nós seríamos queimados, ficaríamos cegos, seríamos torrados em um ou dois dias.

Os raios ultra-violetas são de duas qualidades: OS RAIOS MAIS LONGOS = que são letais; são rechaçados e OS RAIOS MAIS CURTOS = que são necessários à vida na terra; são admitidos pela camada de ozônio.

E, além disso, a camada de ozônio permite a passagem do mais mortífero dos raios, mas em quantidade mínima, apenas o suficiente para matar as algas verdes, que de outra forma cresceriam e encheriam os lagos, rios e oceanos do mundo.

VIII. A ÁGUA

Em lugar nenhum do universo encontramos água em quantidade como encontramos na terra.

Esse líquido existe como gelo = irriga lagos e faz o solo produzir; sob a forma de neve = a água armazena-se nos vales; como chuva = molha e limpa a terra; como vapor = fornece umidade para a maioria das terras aráveis.

Ela existe como uma cobertura para a terra, na quantidade exata. Como vapor, a água movimenta poderoso maquinário que existe no planeta. Além do bismuto, é o único líquido que é mais pesado a 4 graus do que quando está congelado.

E se não fosse assim, não haveria vida sobre a terra, pois congelada ela é mais leve e flutua. Se não fosse assim, os lagos e rios se congelariam de baixo para cima, matando todos os peixes. As algas seriam destruídas e nossa fonte de oxigênio cessaria – A HUMANIDADE MORRERIA!

IX. A POEIRA

Até mesmo a poeira tem uma incrível função em favor da humanidade. Se não fosse a poeira, jamais veríamos um céu azul. A 27 Km de altura não há mais poeira da terra e o céu é sempre negro.

Se não fosse a poeira, não haveria chuva nunca. Uma gota de chuva é feita de 8 milhões de minúsculas gotículas e cada uma dessas 8 milhões de gotículas envolve uma ínfima partícula de pó. Sem elas o mundo ressecaria e a vida cessaria.

X. UMA FOLHA

O Super Microscópio Eletrônico desvendou as maravilhas do microcosmo.

Uma folha é uma extraordinária metrópole produtiva, na qual reinam soberanas a organização e a cibernética – cheia de automatismos, computadores programados.

XI. O CORPO HUMANO

O Dr. Marshall Nirenberg, prêmio Nobel de biologia fez importantes descobertas acerca do corpo humano.

O corpo humano é formado de 60 trilhões de células. Cada uma tem 1,70 metros de fita DNA e cada célula é uma fábrica ultra-moderna, inteiramente automatizada. Possui numerosas máquinas, muitos dispositivos, seções de produção, cadeias de montagem e centrais cibernéticas.

Temos em nosso corpo 102 trilhões de metros de fita DNA. 102 bilhões de quilômetros de fita DNA. Isso corresponde a 680 vezes a distância da terra ao sol.

O Dr. Lowe diz que poderíamos empacotar na cabeça de um alfinete todos os dados genéticos de todos os mais de 6 bilhões de habitantes do planeta.

O Dr. Lewis diz que códigos de vida não se originam do nada nem do caos. Louis Pasteur afirmou que vida procede de vida. A vida não se explica a não em Deus, o único que existe desde a eternidade, o criador de todas as coisas.

XII. O OLHO HUMANO

O Dr. John Wilson da Harvard University, oftalmólogo de fama mundial, afirmou que do fundo de cada um dos nossos olhos saem 60 milhões de fios condutores e encapados para não se queimarem. Seria necessário reunir todas as centrais telefônicas existentes no mundo para se igualar a um olho.

A lágrima = O olho é lavado constantemente. Torna-o úmido e limpo. A lágrima é necessária para seu brilho e utilização.

A localização do olho = Debaixo da saliência óssea do sobrolho. Perto do nariz para usar óculos. Pálpebras para protegê-lo.

XIII. FOTOSSÍNTESE NO FUNDO DO MAR

A luz solar é necessária para se processar a fotossíntese. Mas como há plantas verdes há mais de 5 mil metros, no fundo dos oceanos? Há peixes que têm holofotes e soltam feixes de luz sobre as plantas e assim esse fenômeno acontece há 5 mil metros, nas camadas abissais dos oceanos.

CONCLUSÃO

1) Tomás de Aquino diz que pela contemplação do Universo podemos saber que Deus existe, mas somente pelas Escrituras podemos saber que ele é Trino.

2) Muitas outras razões nós temos para crermos em Deus, mas a maior é JESUS CRISTO. Ele é exegese de Deus. Ele é a expressa imagem de Deus. Nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade. Só o néscio consegue dizer: Não há Deus (Sl 53.1).

3) Lew Wallace depois de se lançar numa pesquisa para provar a inexistência de Deus, rendeu-se a ele e escreveu uma das maiores apologias do cristianismo, um filme até hoje insuperável – Bem Hur.

4) E a Bíblia tinha razão – Depois de muito pesquisar para desacreditar a Deus e a Bíblia, o autor escreveu o livro “E a Bíblia tinha razão”.

5) Galileu Galilei – Na prisão foi concitado a abandonar sua crença em Deus. Seu crítico desafiou-o, pedindo-lhe uma prova da existência de Deus. Então, ele disse: “Esta palha seca prova para mim a existência de Deus”.

6) O imperador Trajano e o rabino Josué – Trajano pediu ao rabino uma prova da existência de Deus. Este lhe disse: “Eu lhe mostrarei um embaixador do meu Deus e rogou-lhe para mirar o sol”.

7) O emissário da Revolução Francesa – O camponês disse para o emissário ateu que queria queimar sua bíblia, derrubar o templo da sua igreja e banir da sua mente da idéia de Deus: “O Senhor pode queimar minha Bíblia e destruir o templo da minha igreja, mas antes do senhor banir da minha mente a idéia de Deus, precisará primeiro apagar as estrelas do firmamento, porque enquanto elas brilharem saberei que Deus é Deus, pois os céus declaram a sua glória e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.


- Hernandes Dias Lopes

veja também