MENU

A igreja é a consciência do Estado

A igreja não deve ser partidária, mas nunca pode ser a-política

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 15 Outubro de 2014 as 8:53

BrasilHá muitas ideias equivocadas com respeito à relação da igreja com a política. Muitos acreditam que os cristãos não deveriam participar de política porque este é um assunto mundano. Outros acham que todo cristão que entra em política corrompe-se.

Há aqueles que, na outra ponta, pensam que todo cristão é um bom político e há líderes inescrupulosos que fazem da igreja um verdadeiro curral eleitoral, domesticando as consciências de seus liderados.

Os cristãos devem ser pessoas bem informadas para não serem massa de manobra nas mãos dos espertalhões. Os cristãos não devem aprovar, com o seu voto, bandeiras que conspiram abertamente contra a fé cristã.

A igreja não deve ser partidária, mas nunca pode ser a-política. A igreja é a consciência do Estado. Deve orar pelas autoridades constituídas. Deve honrar as autoridades constituídas. Deve pagar tributos às autoridades constituídas.

Deve confrontar as autoridades constituídas sempre que elas se desviam de seu papel de promover o bem e coibir o mal . E, nunca democracia, deve mudar as autoridades constituídas quando elas perdem a capacidade de governar com integridade e eficiência.


Hernandes Dias Lopes

 

 

veja também