MENU

Toda religião é vã a não ser que pregue a Cristo, e este crucificado

Toda religião afasta o homem de Deus, a não que anuncie Jesus Cristo como o único caminho para Deus

fonte: Guiame, Hernandes Dias Lopes

Atualizado: Quinta-feira, 27 Agosto de 2015 as 9:04

Religião _ fé
Religião _ fé

Vivemos a época do inclusivismo, fruto da ideia pós-moderna que não existe verdade absoluta. Muitos pastores, em nome do amor, sacrificam a verdade e caem nessa teia perigosa do ecumenismo.

Precisamos afirmar que não existe unidade espiritual fora da verdade, assim como luz e trevas não podem co-existir. Não podemos ser um com aqueles que negam a salvação pela graça em Cristo Jesus.

Não é um ato de amor deixar que aqueles que andam pelo caminho largo da condenação sigam "em paz" por esse caminho de morte. Esse falso amor tem cheiro de morte. Essa atitude de dar as mãos a todas as religiões, numa espécie de convivência harmonia, acreditando que toda religião é boa e leva a Deus é uma falácia.

Toda religião é vã a não ser que pregue a Cristo, e este crucificado. Toda religião afasta o homem de Deus, a não que anuncie Jesus Cristo como o único caminho para Deus! Vamos deixar esse discurso falacioso de amor a todos, e vamos amar de verdade às pessoas, de todas as religiões, pregando a elas, com senso de urgência, o evangelho que exige arrependimento e fé e oferece vida eterna.

 

veja também