MENU

O que você precisa saber sobre amizade

Nós precisamos de pessoas. Na verdade, é impossível viver sem amigos por perto, pois nascemos para relacionamentos assim como o fogo existe para queimar

fonte: Guiame, Jean Francesco

Atualizado: Terça-feira, 28 Abril de 2015 as 3:14

Amigos
Amigos

Minha avó já passou dos noventa anos e, infelizmente, já enterrou alguns dos seus próprios filhos. E o velório que mais me marcou foi no enterro do seu terceiro filho quando ela virou para mim e disse: "eu aprendi que aos noventa anos nós temos mais medo de perder pessoas do que qualquer outra coisa; prefiro morrer pobre, mas bem acompanhada.” Aprendi com a vovó que a pior pobreza da vida não é perder dinheiro; pobreza é perder pessoas.

Nós precisamos de pessoas. Na verdade, é impossível viver sem amigos por perto, pois nascemos para relacionamentos assim como o fogo existe para queimar. Francis Bacon disse que “não há solidão mais triste do que a do homem sem amizades. A falta de amigos faz com que o mundo pareça um deserto.” A grande ironia de tudo isso é que o nosso mundo nunca esteve tão cheio de pessoas, mas também nunca esteve tão solitário.

Uma pesquisa recente constatou que aproximadamente 30% dos adolescentes urbanos ficam mais de 5 horas nas redes sociais. O Facebook, por exemplo, conta hoje com mais de 1 bilhão de pessoas cadastradas em todo o mundo, e o valor estimado da empresa já passou dos 100 bilhões de dólares – o que a torna mais valiosa do que todo o mercado global de café, por exemplo. A verdade por trás de tudo isso é que nunca estivemos tão conectados, mas nunca experimentamos tantos relacionamentos superficiais.

O problema é que toda essa conexão vem acompanhada de mãos dadas com a solidão. Nos Estados Unidos quase 30% das pessoas declaram não ter amigos para conversar. Uma pesquisa feita em Londres concluiu que mais de 60% dos jovens experimentam a solidão frequentemente ou às vezes. Infelizmente quanto mais estamos “on-lines” na Rede, mais “off-lines” ficamos na realidade da vida. A pior solidão é aquela que nos faz sentir só mesmo quando estamos cercados de pessoas. É como se sentir sozinho no meio de uma multidão.

O mundo é virtual, mas causa problemas bem reais. Os seis sintomas mais presentes nos viciados pelo mundo virtual são: 1. Estresse elevado causado pelo imediatismo; 2. Ansiedade na espera de receber mensagens e notificações; 3. Obesidade devida as muitas horas sentado; 4. Perda do contato físico, olhos nos olhos e abraços; 5. Falsa sensação de proximidade; 6. Desestruturação de relacionamentos familiares.

O que fazer diante de um momento como esse? Só há uma saída: resgatar os relacionamentos reais. Precisamos aprender a curtir mais os amigos que nos olham nos olhos do que aqueles que nos olham nas telas. A sabedoria bíblica pode nos ensinar muito nesse processo. Quero compartilhar com você cinco princípios que Deus me ensinou sobre amizade.

1. AMIGOS MULTIPLICAM ALEGRIAS (Provérbios 15.30)
Amigos são aqueles que nos cumprimentam cheios de vontade de compartilhar histórias daquilo que Deus tem feito em suas vidas. Como é maravilhoso ter alguém para contar as nossas vitórias, experiências e alegrias da vida. Melhor do que adicionar contatos é curtir os amigos que multiplicam nossos sorrisos. Isso é algo que alegra o coração de Deus.

2. AMIGOS DIVIDEM TRISTEZAS (Provérbios 17.17)
Verdadeiros amigos duplicam alegrias, mas dividem as tristezas. São eles que aumentam nossas vitórias, mas também ouvem sobre os nossos fracassos. Amigo é aquele que tem um depósito de lágrimas guardadas para você. Em todo tempo, seja na festa ou seja no luto, ele sabe saltar de felicidade ou te carregar nos ombros. O amigo que compartilha os nossos fracassos ganha novo endereço: mora dentro da gente, faz tatuagens na alma e deixa de ser apenas amigo, passa a ser um irmão.

3. AMIGOS SÃO POUCOS (Provérbios 18.24)
Amigo que celebra as tuas vitórias e chora os teus fracassos não encontramos todos os dias. Nestas horas eu me lembro de mais um ditado da minha vovó: “o amigo de todos não é amigo de ninguém!” Amigos de verdade cabem em uma mão só. Jules Renard acertou em cheio quando escreveu que “amizade é o casamento de duas pessoas que não podem dormir juntas."

4. AMIGOS SÃO CONSELHEIROS (Provérbios 27.9)
O óleo era usado na antiguidade como remédio para a pele, o perfume sempre foi utilizado para intimidar o mau cheiro. Da mesma forma, amigos conselheiros promovem dois benefícios, eles nos previnem de feridas graves da vida e nos fazem cheirar melhor diante das pessoas. Um bom amigo é aquele que sabe nos aconselhar. É aquele que nos conhece e sempre tem bons conselhos a nos oferecer. É aquele que nos ajuda a driblar os machucados da vida. Amigos verdadeiros nos livram de muito sofrimento desnecessário.

5. AMIGOS SE SACRIFICAM POR NÓS (Provérbios 27.17)
Você já teve a experiência de tentar cortar um pão ou alguma coisa com uma faca cega? Isso acontece bastante com seres humanos, às vezes ficamos cegos. Facas cegas precisam ser literalmente amoladas e afiadas. Amigos são aqueles que reconhecem a nossa cegueira e não desistem de nós. Na verdade eles se sacrificam por nós até nos deixarem mais afiados. Eles abrem mão de si mesmos para sermos pessoas melhores.

Mas não se iluda, amigo também é aquele que nos dá cortadas bem intencionadas. É aquele que diz: "meu amigo, você está cego nesta questão!” Eles nos mostram os erros e nos disciplinam. O amigo fiel não nos deixa cegos, eles às vezes nos cortam, mas também nos curam.

Se você não tem nenhum amigo assim, gostaria de te apresentar um que conheci quando fiz catorze anos. Ele não falha em nenhum dos itens acima. Ele multiplicou uma grande alegria conosco: sua vitória contra a nossa morte; por causa da sua morte, hoje podemos ter vida. Ele também divide conosco as tristezas, ele decidiu chorar para nos fazer sorrir. Mais ainda, ele é o nosso melhor amigo, nem os poucos amigos que temos se comparam a ele. Ele também sabe aconselhar, pois suas palavras nos guiam até a verdade. E, por fim, esse amigo fez o maior sacrifício por nós, ele experimentou a morte para podermos nascer de novo.

Meu amigo foi um carpinteiro que viveu trinta anos pregando pregos em madeira e morreu pregado do mesmo jeito: ele morreu numa cruz. Meu melhor amigo é Jesus. Ele está vivo e bem ao meu lado, pois os pregos não puderam segurar o poder do seu amor por mim. O abraço dele aquece qualquer coração solitário, chame por ele e experimente você mesmo.

 

veja também