Redescobrindo o Jubileu

Redescobrindo o Jubileu

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:16

No ano de 1997, Deus me levou à Israel. Eu não sabia, mas naquele ano Israel comemorava o seu Jubileu, ou seja o ano 50 desde que retornaram à sua Terra.

Viagem a Israel
Durante a viagem de ida para Israel eu estava muito tenso, estressado, e só pensava em parar. Parar tudo. Devido às lutas que passei eu estava frio, endurecido, distante.
Na viagem, o Espírito Santo veio a mim e disse: “Nessa viagem, estão se cumprindo profecias”. Com estas palavras eu fiquei alerta, vigiando e olhando para todos os lados, me perguntando: “Que profecia estaria se cumprindo”?
Vi um grupo vindo da Etiópia, formado por 10 a 15 pessoas, e pensei: “Como que pessoas tão pobres como eles poderiam viajar para Israel”? Como a curiosidade era tão grande, demos um jeito de chegar até eles e perguntar.

E a pronta resposta que obtivemos foi a seguinte: – “Somos judeus, descendentes de Salomão, com a rainha de Sabá. Estamos voltando à Terra Santa, porque este é o ano do Jubileu”.

Ora, no livro de Sofonias, Deus promete buscar os etíopes naquele ano especial, o ano do perdão. Eu quase desmaiei: “Meu Deus, uma palavra tão pequena, de um pequeno profeta, tão escondido na Bíblia, é capaz de trazer estas pessoas num avião até Israel”, pensei.


Para você entender: eles estavam voltando para Israel, e quando chegassem lá, seriam recebidos com honra, recebiam nova identidade israelita, e todos os benefícios que tem na lei judaica a favor deles. Seriam novamente cidadãos judeus!

Então pensei: Esta é a noite mais pobre da vida deles. Porque nesta noite eles são pobres mendigos, mas quando o avião descer na Terra Santa eles serão recebidos como príncipes voltando para própria casa! Será restituído a sua honra, e tudo que os gafanhotos lhes roubaram durante séculos.

No momento, eu não entendi a dimensão de tudo aquilo. Depois que eu aprendi sobre o Jubileu, eu entendi o que aconteceria com eles no outro dia. Por isso que aquelas pessoas não dormiram, passando a noite acordado e comendo muito, pois estavam famintos. A expectativa era grande!

Aqui você tem uma ideia de como o judeu “ESTUDA” e usa as escrituras
 Eles leram e meditaram durante mais de 2000 anos. Seus corações são a terra boa que deu frutos a 100 por um, pois receberam o que a Palavra de Deus prometeu a eles. Eles entendem que a Palavra de Deus é um Decreto e se Cumprirá no Tempo certo, com certeza.

Pedi perdão ao Senhor porque eu nunca li a Bíblia deste jeito. Na verdade sempre li de maneira muito superficial. Quantas vezes ouvimos e lemos a Bíblia no culto e ao sair da igreja nem lembramos mais...
Talvez por isso que a palavra não pode dar os mesmos frutos que dá para o povo judeu! Aprendi que Deus quer que eu vá para cada culto com esta mesma expectativa.
Cada culto é um dia de Jubileu porque Deus sempre tem algo para nos dar.

“Desde além dos rios da Etiópia os meus adoradores, o meu povo disperso, me trarão ofertas”. Sofonias 3.10

O DIA MAIS POBRE DA MINHA VIDA.

Conclusão: Este foi o dia mais da minha vida, porque descobri que a palavra de Deus se cumpre, mesmo aquelas do velho testamento.

Desde aquele momento passei a ver a palavra de Deus como um Decreto-lei que está em vigor até hoje, e só devemos “conhecer” e tomar posse.

Passei a pesquisar e viver o meu Jubileu e em um ano Deus me deu capacidade de realizar mais do que realizei em todos os anos da minha vida.

Nos próximos artigos estarei ensinado você como você também vai viver e receber todas as bênçãos do Ano do JUBILEU.

 

Por Joel Engel

www.joelengel.com.br email: [email protected] @pastorjoelengel

Siga-nos

Mais do Guiame