MENU

Deus em ação

Deus em ação

Atualizado: Sexta-feira, 7 Março de 2014 as 12

adoraçãoVocê já teve a sensação de que as coisas não estão acontecendo na sua vida e que Deus não está agindo?
 
Há dias difíceis na nossa vida em que nós estamos tão tristes que e o riso das pessoas não nos encanta. Há tempos que parece que a tristeza não tem fim. Há momentos que parece que viver se torna uma carga em vez de alegria. Há tempos que parece que os sonhos não serão alcançados, então surge uma pergunta: “Será que um dia Deus vai agir na minha vida?”.
 
O tempo que Abraão estava vivendo era de tristeza. Ele tinha a sensação de que a vida havia passado e os sonhos não tinham sido alcançados. Ele esperou a vida toda na esperança do cumprimento de uma promessa que seria “pai de uma numerosa nação”. Mas de repente Deus agiu na vida de Abraão e Sara. Haverá um dia que Deus irá agir na nossa vida! 
 
3 VERDADE IMPORTANTES PARA OS QUE ESPERAM UM AGIR DE DEUS 
 
1- Geralmente a forma como Deus age é discreta, às vezes a gente nem percebe. (vs 1).
 
Deus aparece a Abraão nos carvalhais de Manre como um viajante, um estrangeiro (vs 1). O agir de Deus na nossa vida não virá com anjos tocando nos céus, com nuvens vermelhas e Deus no centro iluminado com luzes coloridas, mas virá muitas vezes quase imperceptível. Deus nos visita tantas vezes, mas na correria do dia-a-dia deixamos de perceber sua presença, então perdemos a chance de sermos abençoados. Jacó foi visitado por Deus. Ele entrou no lugar onde estava Deus e depois declarou: “Deus estava aqui e eu não sabia, isso aqui é um Peniel, eu vi Deus face a face”. Quantas vezes Deus nos visitou e não percebemos sua presença?
 
Por que Deus é discreto e não evidente?
A) Para que possamos ser nós mesmos o tempo todo. 
Se Deus aparecesse com toda “pirotecnia espiritual” a nossa tendência diante dessa visão é de nos comportar diferente daquilo que somos, não poderíamos ser displicentes. Como Deus é discreto, nós precisamos ser o tempo todo a mesma pessoa. Nunca sabemos quando é Deus ou quando é uma outra pessoa. 
 
B) Para que possamos ter a opção de rejeitá-lo. 
Se Deus aparecesse de um modo maravilhoso, não teríamos nem a opção de rejeitá-lo. Ele deseja que o nosso amor por Ele seja livre. Se Deus se impusesse não teríamos como rejeitá-lo. Deus não quer que o amemos por imposição, mas que tenhamos a livre escolha.
 
2- Quanto mais humano você for, mais facilmente você perceberá o agir de Deus. (vs 2-3).
 
O que faço para perceber Deus? Tudo isso está relacionado a nossa capacidade de ser humano, de ser gente. A percepção de Abraão de quem Deus era, não era proporcional a capacidade dele ser esotérico, mas sim a sua capacidade de ser hospitaleiro. Quando ele viu os viajantes passando em frente a sua casa, sua reação não foi espiritual, mas foi humana. Ele percebe Deus a partir do momento que ele exerce sua humanidade. Abraão era hospitaleiro. 
 
Às vezes acreditamos que percebemos a presença de Deus através da capacidade mediúnica (espíritas), ou capacidade sensitiva (sentir vibrações – esotéricos), ou capacidade espiritual (evangélicos). Muitos crentes dizem: “Você não está sentindo nada porque você não é espiritual”. Mas a Bíblia diz o contrário, se queremos sentir o mundo espiritual, precisamos nos tornar mais gente. Quanto mais você for gente, mais sensibilidade você terá com o mundo espiritual. A lógica de Deus é contrária a lógica das religiões. Não precisamos ser anjos para estar na presença de Deus, mas precisamos ser nós mesmos.
 
3- Quanto mais generoso você for, mais facilmente você perceberá o agir de Deus. (vs 6-8).
 
Abraão ofereceu o melhor que tinha para suas visitas. Não percebemos Deus muitas vezes porque somos avarentos, mesquinhos e egoístas. Somos econômicos no amor e na bondade. Logo pensaríamos: “Por que dar o melhor da minha farinha para três estrangeiros?”. 
 
Perdemos muito da visitação e do agir de Deus na nossa vida porque a nossa natureza é incompatível com a natureza dEele, pois Deus é bondoso e generoso! Quando agimos com avareza e mesquinharia, é óbvio que a percepção de Deus fica restrita e limitada, pois Deus não é dessa natureza. Infelizmente queremos a visitação de Deus, mas da nossa maneira e dentro dos nossos termos. Muitas vezes Deus fica longe de nós porque somos avarentos e mesquinhos. Precisamos ser generosos e também oferecer a Deus o melhor que temos! 
 
O QUE ACONTECERIA SE DEUS AGISSE EM NOSSA VIDA HOJE?
 
1- Deus nos lembraria de verdades que já sabemos. (vs 10).
 
Quando Deus visitou a casa de Abraão Ele não trouxe nenhuma verdade nova, tudo já havia sido revelado: “Você terá um filho!” (vs 10). Muitas vezes vamos à igreja querendo ouvir uma nova verdade de Deus, mas o que vai acontecer muitas vezes é que Ele só vai nos lembrar de verdades que já sabemos. E por quê? Para nos dar a oportunidade de mudarmos de atitude. Ele vai nos lembrar de coisas que já sabemos mas não estamos dando atenção, não estamos praticando.
 
2- Deus iria ler o nosso interior. (vs 15).
 
Deus não ia ver o que está do lado de fora da nossa vida, mas iria ver o que está do lado de dentro. Também iria comparar se o que está do lado de fora é igual ao que está do lado de dentro. No dia que Deus visitou Abraão e Sara, Ele viu o coração da Sara, mesmo que a sua risada fosse a mais imperceptível de todas. Deus falou: “Estou vendo que você está rindo!” (vs 13). Logo ela respondeu: “Não estou rindo. Deus disse: Você riu sim” (vs 15). Quando Sara estava na presença de Deus, ele viu o interior dela. Entrar na presença de Deus é desnudar a alma, é dizer “Senhor, tu sondas e conhece meu coração”. Deus conhece nossas palavras antes de serem ditas e nossos pensamentos antes de serem pensados. Deus conhece o nosso coração! (Sl 139).
 
3- Deus nos mostraria que a nossa caminhada não se baseia naquilo que Ele pode ou não fazer. (vs 14).
 
A nossa caminhada não deve se basear nos “porquês” Deus faz ou deixa de fazer. Muitas vezes pensamos: “Por que Deus não resolve meus problemas logo? Existe algo difícil demais para Deus?”. O Senhor, em outras palavras, estava dizendo para Sara: “Se eu não te dei um filho até agora não é porque é fácil ou difícil eu fazer, mas é porque tenho outras razões. Você confia nas minhas razões?”. A questão não é se é fácil ou difícil para Deus, mas sim, suas razões. Você confia nas razões de Deus? Normalmente não queremos entender as “razões”, mas queremos tudo agora, para hoje. Somos apressados, imediatistas e impacientes. Confiar no poder de Deus é fácil, difícil é confiar na vontade de Deus. Crer no poder de Deus é simples, o difícil é descansar na vontade dEle. Se não for da vontade de Deus mesmo assim confiaremos nEle?
 
4- Deus nos mostraria que a sua maior ação na nossa vida é gerar integridade. (vs15).
 
Sara riu e disse que não havia rido. Deus disse para ela não mentir porque Ele sabia de tudo (vs 15). O que é integridade? Integridade é quando paramos de mentir para nós mesmos, para os outros e para Deus. A maior luta que enfrentamos na vida é para deixarmos de ser dissimulados. Pior que mentir é ser dissimulado, premeditado, manipulador, enganador e viver de meias verdades. Podemos enganar as pessoas, mas a Deus nunca conseguiremos enganar. Se queremos uma visitação de Deus, Ele vai nos mostrar a nossa própria interioridade, vai nos mostrar quem realmente somos e o que precisa ser mudado.
 
REFLEXÃO
 
Estamos dispostos a todas as implicações e a tudo o que representa um agir de Deus na nossa vida?
 
 
- Ronaldo Bezerra
 

veja também