Receita religiosa

Receita religiosa

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:28

Aprendendo a abrir o pacote da bênção.

Introdução. O topo da montanha é alcançado mediante o cumprimento de algumas etapas. Clichês e fórmulas litúrgicas enlatadas estão na crista da onda. Religiosidade tipo plug & Play. É declarar, ou ungir, ou declarar, ou repetir ou comprar e correr pro abraço. O peso e a comodidade destes enlatados depende muito de quem o inventou.

Não posso ficas fora desta onda. Quem disse que não posso inventar a última novidade?

A. Para começar vamos criar um marketing religioso com frases triunfalistas:

1. Crê somente!

2. Oferte 100 para ganhar 1000!

3. Declare!

4. Profetize!

5. Unja!

6. Sete voltas na casa!

B. Preciso dar um jeito de alcançar a bêncão mais completa contornando as dificuldades da escalada.

1. Novas posturas e palavras mágicas.

2. Bugingangas ungidas.

3. Oferecer mais facilidade:

A. Sabonete da purificação exige menos do que quebrantamento e mudança de vida.

B. Profetizar prosperidade é mais fácil do que dar R$ 50,00 para o carente.

C. Jogar uns trocos na sacola das ofertas é mais fácil do que parar as contas.

D. Chamar de inadimplente pesa menos do que o rótulo de caloteiro.

C. Vamos evitar a fadiga com constrangimentos e exigências difíceis de cumprir.

1. Reconhecer o pecado é bíblico, mas justificar é inteligente.

2. Ativismo, orações, campanhas e jejuns aparentam santidade e mascaram a amargura da alma.

3. Levantar as mãos e dançar é mais fácil do que obedecer.

4. Sirva-se de uma colorida salada litúrgica temperada com frases e gestos santificados indicados por revelações extras e palavras proféticas.

5. Caia no Espírito e cole na parede como lagarticha que se sentirá aprovado por Deus.

6. O frequentador deve pensar que se tornou digno da ação de Deus.

Conclusão: Nada como um contrato de compra e venda de um bolo religioso feito de frases corporativas associadas à bugingangas ungidas, temperado com ativismo denominacional e reforçado por malabarismos litúrgicos. Cada um escolhe o tipo de eternidade que deseja experimentar.

O negócio é mostrar sempre um belo clima de festa. Sorrisos, bandas, Pulos e abraços.

Atenção para a cláusula quase invisível: Esta receita não oferece garantias de salvação eterna.

Ubirajara Crespo

Ubirajara Crespo é pastor, escritor, conferencista, editor e diretor da Editora Naós.

Visite o Blog sob Nova Direção - http://sob-nova-direcao.blogspot.com/  

Siga-nos

Mais do Guiame