MENU

A ruptura da União Europeia e as profecias de Daniel

Veja a sequência do erguimento e queda dos dominadores deste mundo expressa no sonho onde Nabucodonosor viu uma estátua, cujo significado foi interpretado por Daniel.

fonte: Guiame, Ubirajara Crespo

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2016 as 6

Já faz muito tempo, que uma boa parcela dos estudantes de escatologia entende, a visão de Daniel desta estátua, como uma versão profética dos reinos de alcance mundial. O lugar onde ocorreu esta visão foi Babilônia, menção importante, porque foi o primeiro destes reinos.

Veja a sequência do erguimento e queda dos dominadores deste mundo expressa no sonho onde Nabucodonosor viu uma estátua, cujo significado foi interpretado por Daniel.

Os pés desta estátua parecem apontar para o último destes impérios. Um poderio bélico capaz de ser entendido como o equivalente, tanto em força quanto em abrangência, ao auge do Império Romano. A profecia aponta, também, para uma possível ressurreição daquele império para assumir uma versão mais moderna, e sob nova direção. Sua gestão será dada ao anticristo. Era composto por dez nações e seu epicentro era o mesmo território ocupado hoje pela Europa. O Império Romano, foi o maior de todos os impérios mundiais, existentes até aquele momento.

“A cabeça da estátua era feita de ouro puro; o peito e o braço eram de prata; o ventre e os quadris eram de bronze; as pernas eram de ferro; e os pés eram em parte de ferro e em parte de barro.”
(Daniel 2:32-33).

Esta escola teológica entende que estes pés e os seus dez dedos representariam os dez reinos que compunham o antigo Império Romano.

Na construção desta parte da estátua foi usada uma liga instável composta por ferro e barro. Sabemos que, estes dois materiais não se fundem entre si, ou seja, não dão liga. Provavelmente uma alusão à instabilidade desta aliança. Provavelmente o desligamento da Inglaterra deste grupo deixe claro o quão instável é esta aliança. É possível, que a decisão inglesa provoque um efeito cascata, e incentive a debandada de outras nações. Talvez isto reduza o número de participantes desta aliança, fazendo com que o Reino do Anticristo se detenha ao território, que formava o antigo Império Romano. Hoje o Mercado Comum Europeu reúne bem mais do que dez nações sob um único controle.

Não creio que, no momento, haja muita coisa a ser acrescentada a esta passagem, a não ser que queiramos aprofundar as conjecturas. Vamos caminhar com prudência e esperar que, o andar desta carruagem nos revele o que acontecerá daqui para a frente.

Até agora, nada aconteceu, que me faça mudar o que entendo desta profecia, sou adepto da interpretação mencionada neste arquivo. Quero apenas lhe recomendar, que leia, ouça e veja as últimas notícias com a Bíblia aberta no livro de Daniel. Este material, uma vez reunido, poderá fazer com que cheguemos muito perto da interpretação correta das Escrituras. Estamos muito próximos destas ocorrências, bem mais próximos do que podemos imaginar e mais distantes do que uma alma precipitada e soberba pode chegar. Há muitas fontes capazes de fornecerem conhecimento certo e/ou errado, mas o conhecimento total só pode ser encontrado nas Escrituras.

“Aqueles que são sábios reluzirão como o fulgor do céu, e aqueles que conduzem muitos à justiça serão como as estrelas, para todo o sempre. Mas você, Daniel, feche com um selo as palavras do livro até o tempo do fim. Muitos irão por todo lado em busca de maior conhecimento”.”
Daniel 12:3-4

veja também