ASEC escreve história através de gerações e comemora 26 anos em 2014

ASEC escreve história através de gerações e comemora 26 anos em 2014

Atualizado: Terça-feira, 11 Março de 2014 as 7:23

ASEC escreve história através de gerações e comemora 26 anos em 2014
Foi no final da década de 80, acompanhando o crescimento do mercado editorial brasileiro, quando novas editoras no meio laico começaram a surgir e muitas das antigas foram incorporadas por novas, que no meio cristão brasileiro um grupo de editores e livreiros começaram a pensar melhor sobre o cenário da literatura cristã, suas reais necessidades e como deveria ser seu futuro. Eram dias de frenéticas mudanças, talvez os dias mais criativos que já foram registrados na história da cultura evangélica no Brasil, tanto na literatura como na música. Acontecia uma transição de valores estéticos e culturais. Foi nessa esfera efervescente que em Junho de 1988 foi fundada oficialmente a Associação Brasileira de Editores Cristãos (ABEC), com 23 editoras filiadas e que tinha como objetivo incentivar a qualidade na literatura cristã e buscar um melhor relacionamento entre todos os elos do mercado editorial evangélico: escritores, editores, fornecedores, distribuidores e livreiros. Valorizando a criação de um público leitor mais interessado em consumir uma literatura cristã de qualidade.
 
Em todos esses quase 26 anos grandes transformações, conquistas e inovações marcaram a vida da associação. Em 1991, já eram 39editoras que integravam a ABEC e que começaram a melhorar a qualidade de seus livros e, ao mesmo tempo, baixar seus preços. O incentivo para isso veio através de um prêmio, criado pela entidade naquele ano: o Prêmio ABEC que, depois, adotaria o nome Prêmio Areté de Literatura Cristã. Porque esse nome? Porque Areté é uma palavra grega que designa o mérito ou a qualidade pelo qual algo ou alguém se mostra excelente. Podemos dizer que é a busca pela excelência. Entre os objetivos do prêmio estava a geração de estímulos e contribuição para a produção de literatura de qualidade em língua portuguesa e o auxílio na propagação das Boas Novas do Evangelho. Livros, autores, material multimídia e produtos alternativos das editoras associadas passaram a receber esse reconhecimento por sua excelência editorial e técnica. A primeira edição contou com a inscrição de 35 títulos, a representatividade do prêmio foi crescendo a cada ano chegando a premiar 400 títulos em mais de 30 categorias. A associação e o prêmio tornaram-se referência e ganhando vasta notoriedade. Sendo que ter o selo de uma obra premiada pelo Areté em um livro é um privilégio para qualquer editora contemplada.
 
Em 2005, a entidade muda sua sigla passando de ABEC para ASEC: Associação dos Editores Cristãos. Nos últimos anos, a ASEC promoveu uma aproximação mais efetiva com outras entidades nacionais voltadas à literatura: a Câmara Brasileira do Livro, o Sindicato Nacional de Editores de Livros (SNEL) e a Libra Brasileira das Editoras (Libre). Embora atue no Brasil, a ASEC procura manter relações de intercâmbio com associações de várias partes do mundo, entre elas a CBA e ECPA, organizações representativas dos livreiros e dos editores americanos, respectivamente.
 
Outras importantes ações a serem destacadas é que durante todos estes anos a ASEC tem patrocinado seminários e cursos para aperfeiçoamento da classe editorial evangélica, trazendo grandes nomes do mercado nacional e internacional. Nessas ocasiões, os associados têm a oportunidade de integrar-se e capacitar-se. Nos eventos são discutidos assuntos de interesse comum, criando condições para aperfeiçoamento profissional nas áreas administrativa, produção, marketing, financeira, canais de distribuição e fortalecimento dos pontos de venda. Já foram realizados cafés editoriais e congressos voltados aos profissionais do segmento, valorizando assim todos os envolvidos na área, desde editores e livreiros até autores e vendedores. Treinar e equipar tecnicamente os que atuam no mercado editorial sempre foi uma das principais preocupações e investimentos da entidade, além de participar de grandes eventos como na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro e São Paulo, que estão, sem dúvida alguma, entre os maiores eventos literários do mundo. E o Marketsquare Brazil, que promovia negociação de direitos internacionais entre editoras de diversos países para o mercado global e desenvolviam reuniões de negócios entre a empresa e editoras estrangeiras.
 
Além disso, os associados sempre contaram e ainda recebem o apoio da ASEC no repasse de informações fiscais, econômicas, direitos autorais e estatísticas relacionados ao mercado de livros. Essas e outras ações mostram o perfil e o caráter agregador e prestativo da associação que concilia entre seus membros evangélicos tradicionais e pentecostais, entre outros novos movimentos. 
 
Desde que foi criada, a ASEC já publicou importantes informativos como o manual do Colportor, Manual do Livreiro, Catálogo Geral de Publicações, Manual de Treinamento, Boletim e Revista Impressores ABEC.
 
DIVISOR DE ÁGUAS
Em 2012, a ASEC tira do papel e coloca em prática um grande projeto para o público apreciador da literatura cristã: lança a I Feira Literária Internacional Cristã (FLIC) seguindo a tendência mercadológica da segmentação. Um evento voltado exclusivamente para a literatura cristã, com os melhores produtos deste mercado para todos os interesses e idades, além de uma extensa programação cultural. O surgimento da FLIC representa um marco no mercado editorial cristão no Brasil.
 
A primeira edição aconteceu no espaço de eventos São Luís. Um público expressivo e interessado em cultura e literatura cristã percorreu os diversos corredores da FLIC, que reuniu as 41 mais importantes editoras do país nesse segmento, próxima a Av. Paulista, um dos cartões postais da cidade 
 
Entre as muitas constatações que puderam ser observadas após a realização da primeira edição do evento, foi a mesma revelada pela pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, de que os evangélicos lêem o dobro da população em geral. Essa realidade pode ser notada no interesse e quantidade de livros vendidos em eventos que promovem a cultura e o incentivo à leitura, com os mais diferentes temas e para todos os públicos.Sessões de autógrafos com autores reconhecidos, conferências, palestras, workshops, mostra de vídeos e muita história para contar integram a grade de programação da FLIC.Durante os quatro dias de realização a feira demonstrou sua força e importância no mercado evangélico, não apenas em números de negócios, mas na influência cultural que exerce em todo país, através da literatura e de tantos outros meios em que está presente no dia a dia do brasileiro.
 
Início de 2013, a feira mudou de endereço e se transferiu para o Anhembi, aumentando seu espaço em 30%, confirmando o crescimento e o sucesso da FLIC e de sua inovadora proposta de expansão literária.
 
Na própria FLIC 2013, na cerimônia de abertura, a ASEC foi homenageada pela Assembléia legislativa do estado de São Paulo, por intermédio do deputado estadual Carlos Bezerra jr, reconhecendo sua contribuição para a promoção da literatura evangélica de todo o Brasil
 
Em Outubro do mesmo ano mais mudanças aconteceram.  A FLIC, cresceu, criando uma parceria inédita no segmento evangélico com o Salão Internacional Gospel outra feira também bem segmentada e representativa do setor musical e desde então,as duas caminham juntas para a terceira edição que acontece de 18 a 20 de Setembro de 2014, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. São de Alberto Bellan novo presidente da ASEC as palavras: “São duas feiras que estão crescendo juntas, ambas com um único propósito que é levar a palavra de Deus a toda criatura”
 
FUTURO
Com uma sólida história escrita pelas mãos do grande autor de todos os tempos, DEUS, a ASEC faz 26 anos em Junho de 2014, acumulando grandes lutas e vitoriosos resultados. Dentre seus desafios para o futuro, destaca-se o de fomentar uma nova geração que ame a literatura cristã. Seus objetivos? Continuar atravessando o tempo, se aproveitando da modernidade para realizar mudanças significativas no comportamento cultural de seu público alvo, levando a Palavra de Deus com a multiplicação de Bíblias, representando o setor literário cristão em nível nacional e promovendo livros que tenham como embasamento os princípios espirituais e culturais de uma verdadeira sociedade cristã.
 
Carregando toda essa bagagem, a ASEC prossegue numa era digital, tão diferente dos dias em que começou, mas, como diria Fernando Pessoa em um dos seus renomados versos “Navegar é preciso”; certamente não imaginaria que, em pleno século XXI, sua criação viraria lema do mundo pós-moderno digital. Dessa forma, a ASEC está pronta para mais 26 anos e para os novos desafios de navegar nesse oceano cheio de cabos, redes, telas, letras, toques e poesias, perseguindo sempre o ARETÉ, porém sem perder o foco que é Deus e o amor pela literatura cristã!
 
Texto: Luciana Mazza

veja também