Atitudes que o ajudam a construir um amor duradouro

O que gera frustração e desencanto nos relacionamentos é a expectativa irreal que muitas pessoas fazem da vida em comum. É preciso que se tenha senso de realidade

fonte: familia.com.br/

Atualizado: Quinta-feira, 17 Abril de 2014 as 2:50

Existem muitas relações duradouras que não satisfazem, isso porque perderam a sua essência, que é o amor. Observemos alguns "segredos" capazes de fazer com que as pessoas mantenham e façam crescer o sentimento de afeto que os une.

casamento1- Exigir mais de si mesmo e menos do outro

O que gera frustração e desencanto nos relacionamentos é a expectativa irreal que muitas pessoas fazem da vida em comum. É preciso que se tenha senso de realidade. Nenhum amor é romântico o tempo todo e não se pode esperar que vivê-lo seja completar-se. O romantismo é um aspecto importante para manter o amor, no entanto, há que se considerar que existem pessoas mais e menos românticas, o que não significa que amam mais ou menos. Desmistificar a ideia de que a pessoa amada completa o próprio ser também é uma medida importante que evita muitas decepções. Cada ser humano só tem o poder de completar a si mesmo e, sendo assim, cada um deverá procurar a própria integridade.

2- Conquistar a harmonia

Não existe amor duradouro sem grande dedicação e empenho de ambas as partes. O amor se conquista todos os dias, quase sempre em pequenos atos, na atenção e no desvelo que cada um dedica ao outro. Nos altos e baixos da vida em comum a busca da harmonia deve ser constante, afinal, conflitos acontecem e é preciso que o casal mantenha-se atento para não transformá-los em brigas constantes. É imprescindível evitar o confronto o máximo possível, afaste-se no momento de irritação para recompor-se, pois é difícil apagar o efeito das palavras depois de ditas. Bom lembrar as palavras de Heráclito: "A oposição produz a concórdia. Da discórdia surge a mais bela harmonia".

3- Estabelecer o diálogo

O diálogo é fonte de entendimento que precisa ser desenvolvido de forma que as pessoas consigam falar de seus sentimentos, lidar com suas oposições e buscar um acordo que as satisfaça. O diálogo se faz quando ambos se sentem ouvidos; assim, é importante falar, mas é imprescindível ouvir atenciosamente. O momento certo para o diálogo é quando ambos estejam calmos e sozinhos. Amor duradouro exige compreensão, assim, diante das dificuldades de entendimento busque bons argumentos e converse afetuosamente.

4- Fidelidade para consigo mesmo e seu amor

Fidelidade para com o amor é muito mais que ser fiel à outra pessoa. Fidelidade pressupõe integridade, sentimento de amor por si mesmo e respeito por suas próprias escolhas. A fidelidade é essencial para alcançar êxito no amor. Segundo Friedrich Nietzsche: "Só se pode alcançar um grande êxito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos".

5- Renúncia a pequenas coisas para preservar as grandes

Pessoas inflexíveis têm grandes dificuldades nos relacionamentos por não aceitarem opiniões contrárias. Desde que não tenha correspondência com os valores éticos e morais da pessoa, a renúncia é medida sábia. Assim, numa discussão de menor importância pode-se permitir que o outro sinta que ganhou. Disputa só amplia os conflitos e perder uma discussão pode ser um ato de inteligência e de amor.

6- Erros do passado devem permanecer lá

Todos os seres humanos são falhos, portanto, perdão é fundamental nos relacionamentos. É preciso evitar a todo custo remexer e agredir o outro por erros do passado. Sempre recomendável ter em mente que a pessoa é sempre maior que seus erros, e não se pode caracterizá-la por seus defeitos. Críticas, quando necessárias, devem ser feitas de forma gentil e educada. Gritos e xingamentos só provocam confusão.

7- Conjugar o verbo amar

Além de um sentimento, o amor é uma ação. Amar é o que faz com que as pessoas evoluam, se harmonizem, se compreendam, sejam fiéis, renunciem e cultivem o perdão.

Amar é, pois, o grande segredo!


- Suely Buriasco

veja também