Cuidados importantes no relacionamento entre avós e netos

Cuidados importantes no relacionamento entre avós e netos

Atualizado: Quinta-feira, 20 Fevereiro de 2014 as 12

avóAlguns cuidados são essenciais para desenvolver um relacionamento agradável e saudável com os netos.
 O relacionamento entre avós e netos além de gostoso é muito salutar tanto para o bom desenvolvimento da criança, como para a satisfação do idoso. Enquanto os avós contam suas experiências de vida e relembram fatos passados, situam os netos no contexto familiar. Os netos, por sua vez, representam a continuidade da vida, situando os avós no futuro. É uma troca interessante e muito amorosa.
 
Ao se relacionar com seus netos alguns cuidados podem fazer a diferença:
 
1- Cumplicidade:
O papel dos avós na relação familiar é muitas vezes o de cúmplice e amigo dos netos, o que é muito saudável para o desenvolvimento da criança. Dessa forma, estabeleça uma relação de amizade com seu neto, seja para ele o parceiro, o companheiro mais velho para o qual ele se sinta confiante em compartilhar histórias e acontecimentos da vida dele.
 
2- Diálogo:
Amizade pressupõe diálogo; converse com seu neto, fale de suas experiências que podem fazê-lo refletir na elaboração da própria vida, mas principalmente, escute o que ele tem a dizer. Faça o que os demais parentes talvez não tenham paciência de fazer; ouça com atenção e busque compreender seu neto. O relacionamento de vocês só tem a ganhar e, ainda, você poderá orientá-lo com maior segurança.
 
3- Educação:
Salvo na situação que os avós cumprem papel de pais, a obrigação de criar os netos é dos pais, mas isso não dá aos avós o direito de comprometer a educação deles. Procure encontrar o equilíbrio entre os mimos e a disciplina; entre fazer a vontade deles e impor limites. O ideal é que pais e avós trabalhem paralelamente com a mesma orientação para não confundir as crianças.
 
4- Integração:
Crie um ambiente que facilite a interação com seus netos, isso trará jovialidade e novos conhecimentos em sua vida. Não tema assumir mudanças, não resista ao novo e acompanhe os avanços da nova geração. Demonstre interesse por filmes, jogos e internet, por exemplo; netos adoram ensinar coisas novas aos avós e isso, certamente, vai fazer muito bem para você também. O único risco que você corre é seus netos se apaixonarem ainda mais por você.
 
5- Afetividade:
Quando os netos crescem naturalmente se envolvem em novas tarefas e nas funções da própria vida e acabam se distanciando um pouco. Não se ressinta com isso; evite cobranças e jamais caia na tentação da chantagem emocional. Quando há o sentimento forte de afeição este vínculo de amor permanece e seus netos, certamente, sabem muito bem onde encontrar carinho, orientação e apoio quando precisarem.
 
Um pensamento de Rachel de Queiroz define com muita clareza a grande satisfação que provocam o convívio com os netos: "Sim, tenho a certeza de que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice. São amores novos, profundos e felizes, que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis".
 
 
- Suley Buriasco

veja também