Interferência dos sogros? Aprenda a lidar com a situação

Se as famílias de origem de ambos interferirem, o que seria normal pode virar uma confusão de consequências muito negativas para o casamento

fonte: familia.com.br/

Atualizado: Sexta-feira, 25 Abril de 2014 as 10

famíliaUns dos principais motivos das brigas entre casais são as influências da família do cônjuge no casamento. Em muitos casos a situação chega a ficar tão grave que resulta em separação.

A construção de uma nova família demanda tempo para a adaptação entre os cônjuges, afinal a esposa e o marido se juntam, trazendo cada um para o casamento a sua cultura familiar, os seus costumes e maneiras de viver. No exercício de compor uma vida em comum é normal que surjam conflitos, pois agem e pensam de maneira diferente.

Mas se as famílias de origem de ambos interferirem, o que seria normal pode virar uma confusão de consequências muito negativas para o casamento. Por conta disso é melhor pensar em como impedir que essas intromissões aconteçam.

1- Se você não quer que seus sogros interfiram em seu casamento não permita que seus pais ou familiares ajam assim também. Lembre-se que não importa de que lado; interferências são sempre negativas.

2- Buscar independência financeira é primordial para que o novo lar possa se estruturar sem influências exteriores. Se o casal depende de alguma forma da família de origem ou mora com eles, dificilmente conseguirá livrar-se de suas influências.

3- Procure conversar com seu cônjuge pedindo ajuda a ele, mas não se exaspere se simplesmente ele não assumir qualquer atitude. Muitos filhos não conseguem dizer não aos pais e, sendo esse o seu caso, você vai ter que aprender a lidar com isso.

4- Tenha uma postura firme e ao mesmo tempo amorosa. Nunca se esqueça que seus sogros são os pais de seu cônjuge e devem ser respeitados, mas seja firme em não permitir interferências. Use da assertividade, diga e demonstre seus sentimentos, o que gosta e não gosta.

5- Caso você perceba que seus sogros usam de artifícios escusos, como falar de você na sua ausência, fale com seu cônjuge sobre o quanto se sente mal com essa situação. Procure sensibilizá-lo com carinho, sem reclamações constantes e muito menos se fazendo de vítima. Posicione-se com ele também, diga o que aceita ou não e aja em conformidade com isso.

6- Leve em consideração que o normal é que pais queiram proteger seus filhos, embora muitas vezes façam isso de forma equivocada. Não veja maldade em tudo; pode ser que eles sejam pessoas traumatizadas em suas próprias relações e queiram evitar que os filhos passem pelos mesmos problemas. Ou ainda que acreditem que a forma certa é como vivem e queiram que o filho viva do mesmo jeito.

7- Se mesmo diante dessa postura compreensiva, no entanto efetiva, as intromissões continuarem, talvez seja necessário uma atitude mais drástica, mantendo distância. Não se trata de afastar-se totalmente de seus sogros, mas de diminuir o convívio no sentido de harmonizar o seu lar.

O importante é buscar manter um relacionamento sadio com seus sogros, priorizando sempre o bem-estar do seu lar.


- Suely Buriasco

 

veja também