Quando o seu casamento está por um fio...

Identificar os sinais de alerta é de suma importância para iniciar o caminho de volta e reverter a situação no lar

fonte: familia.com.br/

Atualizado: Terça-feira, 6 Maio de 2014 as 2:52

briga de casalTodo casamento passa por fases conflituosas que, comumente, se transformam em crises. No livro "Mediando Conflitos no relacionamento a dois" escrevi: "...da mesma forma que cada pessoa é um universo particular, também os casamentos são constituídos de forma única...". No entanto, através do estudo de muitos casos pude levantar alguns pontos que tratei no capítulo "Sinais de Alerta" que podem facilitar o seu entendimento:

1- Silêncios Injustificáveis

Quando o cônjuge fica muito tempo sem falar, parecendo sempre pensativo e distante é preciso observar se não existe alguma justificativa como: problemas que exigem decisões, questões com a saúde ou qualquer outra situação difícil. O que determina que vocês estão em crise é quando o silêncio representa:

Falta de assunto

Quando seu cônjuge está com você e fica calado, mas em grupo fala normalmente. A falta de assunto entre os cônjuges é uma evidência gritante de que algo não está certo. Uma forma de entendimento imprescindível para a harmonia do casal é o diálogo.

O ambiente é constrangedor

Não há como explicar quando os cônjuges literalmente sentem-se incomodados na presença do outro. Alerta geral!

2- Tédio inexplicável

: Vocês não se divertem mais juntos? O tempo lado a lado é muito aborrecido e enfadonho? Cuidado! Nada pode justificar duas pessoas que optaram por estarem juntas sintam tamanho desgosto. Estar junto se transformou em sacrifício? Melhor tomar medidas urgentes antes que o ambiente do lar repugne vocês.

3- Ira em relação ao cônjuge

: Qualquer atitude do cônjuge irrita profundamente o outro, pior quando isso acontece de ambas as partes, então vivem trocando "farpas". Quando o julgamento negativo é uma constante as coisas estão ficando cada vez mais difíceis, não há mais como adiar o enfrentamento da situação.

4- Saturação de assuntos e hábitos

: Os cônjuges falam em monossílabos e só se referem um ao outro por necessidade. Mantêm rotinas separadas e descontinuam os hábitos que desenvolviam juntos. Mesmo estando em casa encontram formas de se evitarem e o distanciamento emocional se torna grande. Claro que é importante respeitar a individualidade de cada um, no entanto não se pode desconsiderar a relação o "eu", o "outro" e o "nós".

5- Desassossego no lar

: A crise está esvaziando o lar? Vocês ou um de vocês chega cada vez mais tarde e encontram qualquer desculpa para não estar em casa? O lar é o lugar de tranquilidade e de paz; deve significar sempre o melhor da vida. É muito preocupante quando o contrário acontece e os cônjuges se afastam cada vez mais. Discussões só intensificam a crise, melhor pensar em como encerrar as brigas e mudar o ambiente do lar.

6- Falta de intercâmbio

: Total ou parcial afastamento dos planos que haviam tecido juntos e tudo o que se refere a vida em comum. Falta de reciprocidade é fatal em uma relação. O companheirismo é elemento fundamental num casamento e não pode ser relegado ao esquecimento. Todo cuidado em transformar essa situação é urgente.

Identificar os sinais de alerta é de suma importância para iniciar o caminho de volta e reverter a situação no lar. Claro que muitos outros sinais poderiam estar listados aqui, mas a intenção é chamar a atenção dos cônjuges a tempo de transformar o casamento.


- Suley Buriasco

veja também