Em entrevista, Helena Tannure fala do novo livro e de ser feliz todos os dias

"Ser feliz passa por uma decisão e por uma atitude diante das adversidades e contratempos e também pela apreciação das dádivas contidas na simplicidade, na amizade, no cotidiano."

Fonte: guiame.com.brAtualizado: quinta-feira, 31 de julho de 2014 18:16
helena Tannure _ livro
helena Tannure _ livro

Helena Tannure _ livro'Seja feliz hoje - O caminho do contentamento' é o novo livro de Helena Tannure, o primeiro dela pela Editora Mundo Cristão.

Helena tem conquistado a admiração de muitas pessoas que já a ouviram pregar o Evangelho de forma ousada.

Em entrevista à Mundo Cristão, a autora fala do livro e da decisão de ser feliz todos os dias. Confira:

Seja feliz hoje. É fácil atender a esse imperativo?

Helena Tannure: Não é fácil, é desafiador!

As pressões impostas, por exemplo, pela mídia, pela indústria da moda e pelas redes sociais de ter que se enquadrar em determinado padrão de sucesso, como se isso fosse a fonte da felicidade, podem nos deixar confusos e frustrados. Ser feliz passa por uma decisão e por uma atitude diante das adversidades e contratempos e também pela apreciação das dádivas contidas na simplicidade, na amizade, no cotidiano.

A vida não é um conto de fadas, há dificuldades e lutas no dia a dia. Tendo isso em mente, o que uma pessoa precisa saber quando empreende a decisão de percorrer o caminho do contentamento e ser feliz hoje? Quais são as possíveis lutas que encontrará e que podem duelar contra esse propósito?

Helena Tannure: Todos nós enfrentamos, ao longo da vida, adversidades, perdas, tensões, atritos em relacionamentos, conflitos familiares... Situações contrárias são inerentes à existência humana. Algumas coisas podemos evitar ou administrar para que não aconteçam. Outras, no entanto, nos atingem como uma bomba sem a nossa escolha ou controle. Acredito que a atitude diante dos problemas é que faz a diferença. Se eu escolher me vitimizar ou sucumbir, dificilmente conseguirei elaborar para sair do lugar de sofrimento. Em contra partida, se procuro pelo lado positivo da situação e escolho confiar que Deus está no controle de todas as coisas, vou reunir forças para prosseguir.

Como Seja feliz hoje - o caminho do contentamento se diferencia dos demais livros de autoajuda? Qual é o elemento chave?

Helena Tannure: O elemento chave é o relacionamento com Deus. Ninguém pode se ajudar sozinho. Podemos, por um tempo, equilibrarmo-nos na corda bamba que é viver, mas, sem Deus, a recaída é certa. Ele é a fonte da verdadeira felicidade e não depende das circunstâncias.

Na obra, você afirma: `a verdadeira felicidade vem não de coisas, mas de relacionamentos pessoais`, como viver essa verdade em um mundo propenso ao consumismo e ao distanciamento interpessoal, viabilizado, principalmente, pelas novas tecnologias, como as redes sociais?

Helena Tannure: Tudo é uma questão de escolha. Se quero vivenciar relacionamentos reais, terei que escolher nadar contra a correnteza da pós-modernidade e trabalhar para construir relacionamentos saudáveis e verdadeiros.

Depressão, dependência química, baixa autoestima e tristeza. Miséria, fome e falta de oportunidades são algumas das realidades vividas por muitos brasileiros. Como alguém que está inserido em contextos como esses pode ser beneficiado com a leitura de Seja feliz hoje?

Helena Tannure: Não tenho a pretensão de ser a resposta para a totalidade dos dramas comuns ao nosso tempo. Modestamente, desejo conduzir o leitor a mudar o foco de atenção, colocando a `lupa` no que é bom ao invés de supervalorizar a dor ou se deixar esmagar por aquilo que está ruim. Também acredito que um relacionamento com Deus é capaz de mudar completamente o rumo da história de cada pessoa, como aconteceu comigo. Deus nos ensina a transformar os limões que a vida nos oferece em limonada ao invés de mastigá-los com casca e tudo.

Em relação à sua afirmação: `O hoje tem sido roubado de nós`. Como isso acontece? Quais são as implicações disso?

Helena Tannure: Existe um grupo de pessoas aprisionadas ao passado, tanto às dores quanto à uma fase maravilhosa que passou. Há outro grupo de pessoas que vivem ansiosas pelo dia de amanhã, preocupadas em adquirir e conquistar. Nessa forma de viver, pouquíssimos conseguem entender que o hoje é tudo o que nós temos. O passado já virou história, o futuro é incerto, mas o hoje é uma dádiva e por isso se chama presente . Na nostalgia do ontem e na preocupação com o amanhã, não usufruímos o que realmente temos, o hoje.

Em sua opinião, porque muitos cristãos não são felizes, mesmo conhecendo a verdade das Escrituras?

Helena Tannure: O Senhor Jesus fala claramente sobre isso quando compara o homem tolo como o homem sábio. O tolo, aquele que escutando a palavra não a pratica, assemelha-se ao homem que constrói sua casa sobre a areia. O sábio, aquele que escutando a palavra a pratica, assemelha-se ao homem que constrói sua casa sobre a rocha. Conhecer a verdade das escrituras não é suficiente, é necessário praticar esta verdade!

Uma mensagem para os leitores da Mundo Cristão.

Helena Tannure: Jesus mostrou-se simples, perdoador, compassivo, manso, consciente de sua identidade, agregador, paciente e focado no propósito para o qual veio a este mundo como homem. Certamente estas são chaves que o mestre nos indicou para abrirmos as portas da felicidade. Então, escolha ser feliz hoje!

Siga-nos

Mais do Guiame