40 jovens são sequestrados pelo Boko Haram na Nigéria

O Grupo Extremista atacou a Aldeia Malari, onde raptou os jovens para leva-los a sua possível base.

fonte: Guiame, com informações de Portas Abertas

Atualizado: Sábado, 10 Janeiro de 2015 as 5:27

 

Jovens da aldeia Malari, na Nigéria, foram raptados por dezenas de militantes do Boko Haram, que os levaram em direção à floresta Sambisa, local onde possivelmente esteja localizada uma das principais bases dos radicais.

“Eles vieram em caminhões, armados com pistolas, e reuniram todos os homens em frente à casa do chefe da aldeia. Eles então destacaram 40 dos nossos e os levaram para longe”, disse Muhammad Bulama, um dos moradores da aldeia à agência de notícias AFP. 

O grupo separou meninos com idades entre 10 e 23 anos. "Meus dois filhos e três sobrinhos estavam entre os que foram levados pelos pistoleiros do Boko Haram; acreditamos que eles irão usá-los como recrutas", disse Muhammad.

A aldeia Malari fica a 20 km da floresta Sambisa, perto da cidade de Gwoza, local tomado pelos radicais em junho passado.

"Quando soubemos do sequestro, decidimos abandonar a nossa casa porque poderíamos ser o próximo alvo", compartilhou Alaramma Babagoni, que fugiu da aldeia vizinha de Mulgwi.

Ainda são mantidas em cativeiro pelo Boko Haram as 200 meninas, maioria cristãs, raptadas de de sua escola em Chibok, no estado de Borno, em abril passado.

Os últimos cinco anos de atuação do Boko Haram na Nigéria já custaram mais de 13 mil vidas, além do sequestro de de dezenas de pessoas, incluindo mulheres e crianças.

veja também