5 coisas que você precisa saber sobre o terremoto no Nepal

Considerado o mais devastador dos últimos 80 anos na história do Nepal, o abalo sísmico ainda continua ter seus danos contabilizados pelas autoridades locais e organizações internacionais.

fonte: Guiame, com informações do Christian Head Lines

Atualizado: Segunda-feira, 27 Abril de 2015 as 1:06

Em resposta à catástrofe, grupos de todo o mundo prometeram enviar ajuda.
Em resposta à catástrofe, grupos de todo o mundo prometeram enviar ajuda.

Um terremoto devastador atingiou e abalou a capital Katmandu (Nepal), no último sábado (25). Com sua força e intensidade, o terremoto já é considerado o pior dentre os ocorridos no país em 80 anos. 3.800 mortes já foram confirmadas, além de cerca de 7 mil feridos.

Tremores fortes continuaram a atingir a capital após o grande terremoto e uma série de missões de salvamento e socorro está sendo enviada para ajudar os sobreviventes a se recuperarem do desastre.

Em resposta à catástrofe, grupos de todo o mundo prometeram enviar ajuda.

Estão listados abaixo cinco fatores que devem ser lembrados sobre esta grande tragédia:

1. Qual foi o impacto do terremoto sobre as pessoas?
Mais de 3.800 foram mortos no terremoto de magnitude 7,8 no Nepal. Cerca de 7 mil pessoas ficaram feridas no desastre. Katmandu, no Nepal é o lar de cerca de 1,2 milhões de pessoas, e milhares acabaram perdendo suas casas.

As pessoas passaram a acampar nas ruas ou procuram abrigos em escolas e escritórios do governo, enquanto esperam que os tremores cessem ou planejam conseguir um novo lar. Muitos temem que a sinalização da possibilidade de um novo terremoto.

"Nós não nos sentimos totalmente seguros. Houve tantos tremores secundários. Eles não param", disse Rajendra Dhungana, de 34 anos. "Eu assisti a centenas de corpos queimarem. Eu nunca pensei que veria tantos. O Nepal deve aprender uma lição com isso. Eles [governantes] devem entender que edifícios apropriados devem ser construídos. Deveria haver mais espaços abertos, por onde as pessoas possam fugir".

2. Quantos danos foram causados?
Marco histórico do país, a torre "Dharahara", foi destruída no terremoto. A torre foi um marco do século 19 em Katmandu e ostentava uma escada em espiral e uma varanda circular. Muitas casas e outras infra-estruturas também foram destruídas. Grande parte da infra-estrutura do Nepal não foi registrada. De acordo com a associação internacional "Engenheiros Sem Fronteiras", do Reino Unido, cerca de 80% dos novos edifícios no Nepal são construídos informalmente, isto é, sem qualquer experiência em engenharia. Perto do epicentro do terremoto, cerca de 90% das 1.000 casas nas aldeias Laprak e Barpak não resistiram aos tremores.

3. O que aconteceu no Monte Everest?
Durante o terremoto, avalanches se formaram no Monte Everest. Dezoito pessoas foram mortas e dezenas de outras ficaram feridas no acampamento-base do Monte Everest. Agora, é o evento mais mortal na história da montanha.

Muitos foram levados para fora do acampamento-base de helicóptero, e aqueles que ficaram para trás também enfrentam tremores secundários e mais: avalanches menores. Um norte-americano, executivo da Google Dan Fredinburg, morreu devido à avalanche. Outros 25 alpinistas também estão desaparecidos; eles estavam a caminho do Acampamento.

4. Como é que o país tem lidado com o terremoto?
Os cientistas especularam que um "grande" terremoto poderia atingir o Nepal. O último grande terremoto foi em 1934, e a área sofre com tremores de magnitude 4 ou 5 várias vezes por ano. Em 2001, o relatório da Iniciativa Global para a Segurança sobre Terremotos, disse que entre 21 cidades em situação de risco no mundo, Katmandu teve o maior potencial letal de abalos sísmicos.

Até agora, os hospitais da capital estão cheios e grande parte da área foi designada como zonas de crise, mas abrigos seguros são escassos e as autoridades não estavam preparadas para tal nível de devastação. O Nepal é um país pobre, que baseia sua economia principalmente em dólares do turismo do Monte Everest e outras expedições de escalada.

5. Como seria possível que outros países ajudassem na recuperação destas pessoas atingidas?
Muitos países e organizações têm intensificado e prometido ajuda ao Nepal. Os Estados Unidos, por exemplo, enviaram no último domingo, cerca de 70 funcionários de ajuda humanitária para o local atingido pela catástrofe, com cerca de 45 toneladas de equipamentos de auxílio. A Embaixada dos EUA no Nepal também destinou US $ 1 milhão para assistência imediata.

Os Emirados Árabes Unidos e os militares israelenses também enviaram mão de obra para o Nepal. A Grã-Bretanha também prometeu um pacote de ajuda de 7.600 milhões de dólares e Austrália prometeu US$ 5 milhões.

A UNICEF afirmou que quase 1 milhão de crianças precisam de ajuda no Nepal e está pedindo doações para atender a estas necessidades. Outras organizações pedem doações que incluem a Cruz Vermelha, "Mercy Corps" e "Save the Children"

Confira aqui mais informações sobre como apoiar financeiramente estes esforços de socorro.

 

 

veja também