Analista da Portas Abertas diz que cidadãos convertidos estão sendo negligenciados no Afeganistão

"Esta é uma das razões de a Portas Abertas orar por eles e os manter firmes através das orações", afirma Daniel

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Sexta-feira, 6 Março de 2015 as 11:03

Imagem de área no Afeganistão
Imagem de área no Afeganistão

A Missão das Nações Unidas no Afeganistão (Unama) publicou um relatório anual recentemente sobre a situação de civis em áreas de conflitos armados.

O relatório mostra que o número de casos com vítimas aumentou 25% em relação ao número do relatório de 2014, e a maioria das barbáries são causadas pelo Talibã.

Analista da Portas Abertas, Daniel trabalha em pesquisas voltadas à perseguição. Ele lamenta o que acontece com as viúvas, principalmente, porque quando seus maridos morrem elas passam a ser destratadas pelos sogros. Além do mais, ele mostra indignado com a ausência de qualquer menção a convertidos no documento.

"Isto prova que grupos de convertidos estão fazendo um excelente trabalho vivendo de maneira clandestina. Porém, isto também indica que estão sendo negligenciados. Esta é uma das razões de a Portas Abertas orar por eles e os manter firmes através das orações"

Daniel frisa que o Afeganistão ainda tem um longo caminho a percorrer e que os cristãos de lá ainda precisam ficar escondidos "para evitar de se tornarem alvos de grupos radicais, ou o mais provável, alvos de suas próprias famílias", acrescenta o analista.


.

veja também