Atacada recentemente em Jerusalém, sinagoga reabre para orações matinais

O ataque ao templo de Kehilat Bnei Torah matou quatro rabinos e um policial.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 20 Novembro de 2014 as 2:25

Atacada recentemente em Jerusalém, sinagoga reabre para orações matinais A sinagoga de Jerusalém que foi atacado por assaltantes palestinos reabriu na última quarta-feira, 19/11, para as orações matinais.

O ataque ao templo de Kehilat Bnei Torah matou quatro civis e um policial. Este foi considerado o mais violento assassinato em massa da cidade nos últimos seis anos.

Os quatro civis mortos eram todos rabinos. Segundo informações da BBC, os homens foram mortos por dois palestinos que portavam uma faca e cutelos.

Judeus participaram das orações da manhã, como de costume nesta quarta-feira, porém desta vez, a sinagoga contou com um guarda, que ficou responsável pela segurança à entrada do local.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, assegurou que os autores do crime terão de enfrentar uma pena por suas ações.

Netanyahu ainda disse que "ordenou a destruição das casas dos palestinos que realizaram massacre [de terça-feira]".

Com informações de Christian Head Lines / BBC

Tradução por João Neto - www.guiame.com.br 

veja também