Barack Obama pede que Pastor Saeed Abedini seja solto da prisão no Irã

Obama usou o feriado iraniano, "Nowruz" para fazer um apelo às autoridades pela libertação de cidadãos norte-americanos detidos ou desaparecidos no Irã.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 24 Março de 2015 as 3:56

Barack Obama lembrou de Saeed Abedini e também de outros cidadãos norte-americanos presos / desaparecidos no Irã
Barack Obama lembrou de Saeed Abedini e também de outros cidadãos norte-americanos presos / desaparecidos no Irã

No último sábado, o presidente Barack Obama voltou a comentar a situação do pastor Saeed Abedini e fez um apelo às autoridades iranianas, para que o missionário fosse liberado da prisão.

Saeed tem cumprido em uma prisão iraniana, desde 2012, quando foi detido pelas autoridades locais, sob acusação de "conspirar contra o Estado". Os fatos que compoem esta história são suficentes para constituir claramente um caso de perseguição religiosa - muito comum em países como o Irã.

Obama usou o feriado iraniano, "Nowruz" para fazer um apelo às autoridades pela libertação de cidadãos norte-americanos detidos ou desaparecidos no Irã.

Sobre Abedini ele disse: "Saeed Abedini - de Boise, Idaho - passou dois anos e meio preso no Irã por acusações relacionadas a suas crenças religiosas. Ele deve ser levado de volta à sua esposa e os dois filhos pequenos, que desnecessariamente continuam a crescer sem o pai".

Ele também fez menção de Amir Hekmati de - Flint, Michigan -, que tinha sido preso há cerca de três anos e meio sob a acusações falsas de espionagem, Jason Rezaian - de Marin County, Califórnia - preso há cerca de oito meses sob "acusações vagas", e Robert Levinson, que desapareceu ilha de Kish, há mais de oito anos.

"O espírito familiar está profundamente enraizado em todas as ricas tradições culturais do feriado Nowruz", lembrou ele. "É um momento para se reunir e se alegrar com os entes queridos, partilhando esperanças para o novo ano. Hoje, à medida que famílias em todo o mundo se reúnem para marcar este feriado, nós nos lembramos daquelas famílias americanas que estão sofrendo com separações dolorosas de seus entes queridos, que estão presos ou desapareceram no Irã", destacou o presidente dos EUA.

 

 

veja também