Boko Haram sequestra mais garotas na Nigéria e agrava situação

Mais duas vilas do estado de Borno foram invadidas por radicais do grupo Boko Haram

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 13 Maio de 2014 as 9:55

NigériaNo dia 4 de maio, um grupo de homens fortemente armados invadiu a vila de Warabe, no estado de Borno, e abriu fogo antes de levar oito garotas com idades entre 12 e 15 anos. De acordo com fontes locais, outra vila também foi invadida e mais três garotas foram levadas.

O sequestro foi feito pelo Boko Haram, mesmo grupo islâmico que sequestrou mais de 200 garotas em 14 de abril, e as mantêm sequestradas até hoje.

“Eu sequestrei as garotas. E vou vendê-las no mercado em nome de Alá”, disse Abubakar Shekau, líder do grupo terrorista em um vídeo de 57 minutos, obtido pela agência de notícias Agence France Presse (AFP).

O grupo assumiu a responsabilidade do sequestro e afirma que o objetivo é impor a lei islâmica na Nigéria.

Semana passada, alguns pais e líderes comunitários de Chibok expressaram seu medo de que as meninas sequestradas fossem levadas do país para Camarões ou Chade, e que lá fossem forçadas a se converter ao islamismo e casar com muçulmanos. Outros relatos dados à BBC dizem que o “dote” de uma garota foi estipulado: um preço de 2.000 Nairas, o que equivale a 27,44 reais.

Pelo menos 165 garotas das 230 sequestradas são cristãs, e acordo com uma lista de nomes e uma declaração emitidas em 4 de maio, por um ex-presidente de uma afiliada da Associação Cristã da Nigéria.


com informações da Portas Abertas

 

veja também