Campo cristão para refugiados é incendiado nas Filipinas

Uma investigação inicial por parte das autoridades tem apontado que o incêndio foi "intencional", com caráter criminoso, de acordo com um alerta urgente enviado pela Rede 'Save Our Schools'.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Quinta-feira, 25 Fevereiro de 2016 as 10:25

Um campo cristão para refugiados nas Filipinas foi incendiado, deixando pelo menos cinco feridos, incluindo duas crianças. O incidente ocorreu na última quarta-feira (24), pela manhã.

"Pelo menos três homens jogaram gasolina na tenda antes de tocar fogo no local", informou Piya Macliing Malayao, secretário-geral do grupo tribal Katribu, à agência de notícias UCA.

Uma investigação inicial por parte das autoridades tem apontado que o incêndio foi "intencional", com caráter criminoso, de acordo com um alerta urgente enviado pela Rede 'Save Our Schools', com sede em Mindanao.

O corpo de bombeiros local disse à imprensa que sua investigação inicial ligou o incêndio outros que aconteceram quase simultaneamente, em extremos opostos da Missão Haran, da Igreja Unida de Cristo nas Filipinas.

O acampamento, que fica dentro do complexo da igreja na cidade Philippine sul de Davao, era o lar de cerca de 700 povos indígenas, que foram deslocados pelas operações militares em Davao del Norte, Bukidnon e nas províncias de Surigao del Sur.

"Condenamos a violência contra nossos povos tribais e o ataque à igreja", disse Nardy Sabino da Promoção da Igreja 'Peoples Response'.

Isagani Zarate do partido 'Nation First' sugeriu que o incidente foi uma consequência da passividade do governo diante da violência contra os povos tribais que levaram à sua fuga, em primeiro lugar.

"Os incendiários violaram o santuário fornecido pela igreja para um grupo que já tinha sido obrigado a fugir de suas comunidades por operações militares implacáveis", disse Antonio Tinio, do Partido do Professores.

Em julho de 2015, o chefe da Comissão dos Povos Indígenas no Congresso, Nancy Catamco, tentou forçar a expulsão dos refugiados da igreja.

 

veja também