Casal cristão conta tensão vivida em meio a ataques no Níger

"Provavelmente, nossa família seria o próximo alvo”, disse Neal

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Quinta-feira, 5 Fevereiro de 2015 as 10:14

Niger
Niger

O final de semana de 16 de janeiro foi um dos mais tenstos para os cristãos nigerianos. A caricatura do profeta maomé, publicada pela revista Charlie Hebdo, refletiu em ataques a cerca de 70 igrejas e dezenas de casas e empresas cristãs.

A destruição da comunidade cristã do Níger foi testemunhada em primeira mão por Neil e Danette Childs. De sua casa, ele podiam ver três igrejas pegando fogo e a fumaça já invadia seu apartamento.

“Imediatamente começamos a arrumar as malas, colocando objetos de maior valor, dinheiros, os nossos documentos, e embarcamos tudo no carro (...) Provavelmente, nossa família seria o próximo alvo”, conta Neal.

Uma multidão furiosa estava atacando casas que recebiam grupos de estudos bíblicos e o pavor não foi à toa, já que ele é líder de um ministério cristão.

 

veja também