Criança mata a tiros prisioneiro do Estado Islâmico na Síria

Nas últimas propagandas do grupo, os militantes do EI têm mostrado crianças executando as vítimas. Os pequenos, chamados pelos fundamentalistas de “filhotes do Califado”, crescem sendo treinados em campos militares dos jihadistas, onde aprendem a usar armas e técnicas de guerra.

fonte: Guiame, com informações de Extra

Atualizado: Terça-feira, 4 Agosto de 2015 as 9:19

 


As fotos foram divugladas no Twitter. (Reprodução/ Twitter/ @Raqqa_Sl)

Uma criança recrutada como militante do grupo Estado Islâmico (EI) matou um homem com um tiro na cabeça. O refém foi sequestrado sob acusações de espionagem pelos terroristas, em Raqqa, no centro-norte da Síria.

Divulgadas nesta segunda-feira (3), as imagens mostram o menino apontando a arma para o prisioneiro, que depois aparece morto. As fotos foram publicadas no Twitter por militantes do grupo, com a legenda: “A campanha síria conta o Estado Islâmico e o regime Assad em Raqqa”. 

Inicialmente, a vítima aparece ajoelhada no chão, com as mãos presas nas costas e vendada, vestindo um uniforme vermelho. Depois, o homem aparece sem as vendas e o menino, que usa um uniforme militar, aparece apontando a arma em direção à cabeça dele. No fim da sequência de imagens, o homem aparece caído no chão, morto.

Nas últimas propagandas do grupo, os militantes do EI têm mostrado crianças executando as vítimas. Os pequenos, chamados pelos fundamentalistas de “filhotes do Califado”, crescem sendo treinados em campos militares dos jihadistas, onde aprendem a usar armas e técnicas de guerra.

De acordo com o relatório anual sobre terrorismo do Departamento de Estado dos Estados Unidos, o Estado Islâmico já ultrapassou a Al-Qaeda como principal grupo terrorista no mundo. O documento aponta a capacidade do grupo em recrutar militantes e divulgar sua mensagem pelo mundo.

veja também