Crianças cristãs participarão de Dia de Oração pela paz na Síria

Líderes cristãos da região esperam que a iniciativa venha incentivar as pessoas em todo o mundo a orarem pela Síria, que em março entrou em seu sexto ano de conflito civil.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2016 as 4:56

As reuniões de oração do dia 1º de junho irão contar com a participação de crianças na Síria. (Foto: Reuters)
As reuniões de oração do dia 1º de junho irão contar com a participação de crianças na Síria. (Foto: Reuters)

Centenas de crianças em toda a Síria - destruída pela guerra e que sofreu danos imensuráveis ao longo dos últimos cinco anos - irão participar de reuniões de oração, marcando o Dia Internacional da Criança, de acordo com a associação internacional 'Ajuda à Igreja que Sofre' ('ACN'). Os encontros se realizarão no dia 1º de junho (2016).

"Por mais de cinco anos as crianças têm sido arrastadas, feridas, traumatizadas ou até mesmo assassinadas por uma guerra cruel. Muitos perderam seus pais e tudo o que era valioso para elas. Muitas dessas crianças nasceram durante a guerra e nunca souberam o que é a paz", relataram patriarcas católicos e ortodoxos da Síria em um comunicado oficial. "Suas lágrimas e seu sofrimento bradam aos céus".

"Imploramos a Deus, que nos traga alegria a paz: 'Proteja e salve os filhos desta terra. Ouve as nossas orações e conceda paz à nossa terra. Olhe para as lágrimas das crianças; seque as lágrimas das mães, deixe os gritos de dor em silêncio!", acrescentou o texto.

O bispo Dom Antoine Chbeir, de Lattakia disse à ACN que ele espera que a iniciativa venha incentivar as pessoas ao redor do mundo a orarem pela Síria, que em março entrou em seu sexto ano de conflito civil.

"Esperamos que esta campanha continue, de modo que a luz da paz brilhe intensamente", disse ele.

Desde a eclosão da guerra civil em 2011, um número estimado de 11 milhões de sírios - metade de sua população total - fugiram de suas casas. Cerca de 4,8 milhões se refugiaram em países vizinhos, como o Líbano e a Jordânia ou mesmo outros mais distantes.

Pelo menos 13,5 milhões de pessoas estão passando necessidade de assistência humanitária dentro da própria Síria e 320.000 pessoas foram mortas desde o início do conflito, incluindo cerca de 12.000 crianças.

veja também