Criaram público para o espetáculo

Milhões de brasileiros, desde o início da goleada histórica, estão se sentindo humilhados pelo que não deveria lhes trazer vergonha

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 10 Julho de 2014 as 12:28

protesto _ vendasHá meses estamos sob um bombardeio de informação e propaganda sobre a Copa. Cultura brasileira? Não apenas isso. Lucro. Grana. Poder. Fama.

Até inimigos fizeram pacto para que tudo fosse um sucesso, o que significava, entre outras coisas, o Brasil campeão mundial e todos vidrados nos jogos e esquecidos dos problemas sociais do seu país até o último minuto.

Quem está por trás dessa catarse, que hoje, ao final do jogo, foi vivida até por crianças? Qual o motivo de lidarmos com a seleção brasileira como o fazemos, a ponto de tolerarmos graves e inaceitáveis injustiças, diante dos nossos olhos, que causaram desde o início, seja qual fosse o desempenho dos jogadores, a derrota do nosso país?

No protesto que realizamos em fevereiro passado em Zurique, fiz essa pergunta aos dirigentes da Fifa, que foram à porta de entidade pedir que eu parasse com a manifestação: "Se nos país de vocês, crianças não tivessem acesso a educação de qualidade, pessoas morressem em fila de hospital esperando atendimento médico e meio milhão de seres humanos tivessem sido assassinados nos últimos dez anos, vocês permitiram que o governo fizesse o que o governo do meu país está fazendo com o seu povo, investindo fortuna num torneio de futebol?" Eles ficaram petrificados.

Homens de negócios criaram espectadores para o espetáculo. Milhões de brasileiros, desde o início da goleada histórica, estão se sentindo humilhados pelo que não deveria lhes trazer vergonha, uma vez que o vergonhoso é sermos a sétima economia do mundo e o 85º país do planeta em índice de desenvolvimento humano.


- Antônio Carlos Costa

veja também