Cristão é espancado e preso na Índia, mas evangeliza na prisão e vê milagres acontecerem

Sohan não desanimou, mesmo depois de sofrer com a perseguição e orou por outros presos. Cura e libertação foram os resultados de sua atitude.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: quinta-feira, 29 de junho de 2017 12:18
Cristão orando na Índia. (Foto: Portas Abertas)
Cristão orando na Índia. (Foto: Portas Abertas)

Muitas pessoas na Índia estão se convertendo ao cristianismo, após verem e testemunharem curas milagrosas feitas em nome de Jesus, afirmou o grupo de vigilância da perseguição Portas Abertas.

Esses cristãos permaneceram dedicados à sua nova fé em Jesus, apesar de suportar uma imensa repressão de radicais que os espancam, caso estes novos convertidos se recusem a adorar deuses hindus.

A Portas Abertas compartilhou as histórias de vários cristãos da Índia na última segunda-feira, como por exemplo a de um homem, identificado como Sohan*, descrevendo o que aconteceu, depois que ele e outros em sua aldeia decidiram seguir a Cristo: "Os aldeões se aglomeraram em torno de nós e começaram a bater na gente e nos chutar. Eles exigiam que nós adorássemos aos deuses e deusas hindus. Nós recusamos. Eles então agiram com com mais violência".

Sohan foi acusado pelos radicais de 'converter' (evangelizar) pessoas ao cristianismo, o que é contra a lei em cinco estados da Índia.

Ele disse que, apesar do medo de ser preso, o que o levou a passar quatro dias na prisão, ele orou a Deus e viu aquelas orações respondidas.

"Eu preguei o Evangelho e orei por um preso que estava doente. Ele foi curado e passou a louvar a Jesus Cristo naquele momento. Em outra cela havia um homem que sofria de uma intensa depressão. Ele continuava dizendo que queria se matar. Orei por ele e os pensamentos suicidas o deixaram. Ele também se entregou a Cristo", revelou Sohan.

Ele acrescentou: "A terceira pessoa que conheci foi um jovem acusado falsamente de estuprar uma mulher. Ele também estava muito chateado e sentiu-se sem esperança sobre sua vida. Eu compartilhei o Evangelho com ele e ele também se entregou a Cristo dentro da prisão. Desta forma eu vi o imenso poder e a libertação de Deus".

A Portas Abertas, que monitora a situação da Igreja Perseguida em todo o mundo e apoia os cristãos perseguidos em todo o mundo. A organização cristã conseguiu, junto com seus parceiros, resgatar Sohan, que teria retornado à sua aldeia - não nomeada por motivos de segurança - e ainda vive entre as pessoas que o atacaram e o levaram à prisão.

"Eu sofria com muitas doenças físicas e problemas financeiros antes de me tornar um cristão. Agora eu estou livre de todos esses problemas e tenho uma nova vida. Esta nova vida eu só consegui com Ele e não me importa que isso inclua a perseguição", disse Sohan Sua experiência. "Agradeço à Portas Abertas pela ajuda".

 

 

*Nome fictício, usado por razões de segurança.

Siga-nos

Mais do Guiame