Cristãos atacados na África desistem de vingança: "Jesus traz cura e perdão"

Segundo relatos do missionário Bob Creson, os cristãos do povoado de Bambalang (Camarões) sofreram um grave ataque, mas reconheceram: "Responder ao inimigo com ódio não resolverá o problema".

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sábado, 4 Março de 2017 as 11:33

A organização WYCLIFFE BIBLE TRANSLATORS está celebrando 75 anos. (Foto: WYCLIFFE BIBLE TRANSLATORS)
A organização WYCLIFFE BIBLE TRANSLATORS está celebrando 75 anos. (Foto: WYCLIFFE BIBLE TRANSLATORS)

A organização de tradução da Bíblia 'Wycliffe Bible Translators', que está celebrando 75 anos de trabalhos que levam a mensagem do do Evangelho ao mundo, atestou como o ouvir das Palavras de Jesus em sua própria língua muda a perspectiva das pessoas e a maneira como elas reagem a tragédias.

Em uma entrevista para o site americano 'Christian Post', o presidente da 'Wycliffe', Bob Creson, relatou um caso particular em que cristãos que haviam sido atacados escolheram o perdoar seus perseguidores em de fazer uso da vingança, por causa do entendimento que eles tiveram da Palavra de Deus.

"Apenas uma semana antes da tradução do Evangelho de Lucas ser concluída em sua língua nativa, o povo de Bambalang, em Camarões [África], sofreu muito, quando 300 casas foram incendiadas por moradores de uma aldeia vizinha", contou ele.

"No meio da devastação, muitos estavam zangados e queriam vingar-se, mas as palavras de Jesus na língua Chrambo sobre a importância de amar os inimigos trouxeram conforto, cura e perdão ao povo de Bambalang", acrescentou.

O pastor local Pius Mbahlegue elaborou uma das mensagens centrais que a comunidade adotou: "Responder ao seu inimigo com ódio não pode resolver o problema, mas amar seu inimigo o deixará desarmado e o tornará impotente".


75 anos de Traduções da Bíblia
A organização 'Wycliffe', que está preparando a realização de um evento comemorativo pelas traduções da Bíblia para o dia 9 de março - que marca o seu aniversário de 75 anos - disse que atualmente, mais de 550 idiomas já têm a Bíblia completamente traduzida, e outros 2.400 já têm a tradução do Novo Testamento ou livros diferentes.

Ainda há cerca de 1.800 outras línguas estão esperando as traduções da Bíblia, embora os métodos novos da organização estejam acelerando este processo.

Creson acrescentou: "não há nada que se compare à alegria de ler ou ouvir a Palavra de Deus no seu idioma de origem, aquela língua que fala ao seu coração".

"Eu tive o privilégio de assistir a muitas cerimônias em todo o mundo, nas quais um grupo de pessoas está recebendo a primeira versão das Escrituras no que chamam de sua 'língua do coração', o idioma que conhecem e entendem melhor, e essa é uma das partes que eu mais gosto no meu trabalho", continuou ele. "Ler a Palavra de Deus em seu próprio idioma demonstra de forma muito real e direta o amor dEle amor por você".

 

veja também