Cristãos egípcios sequestrados na Líbia foram liberados, mas situação não é boa no país

O número de cristãos egípcios no país caiu de 100 mil para apenas algumas centenas.

fonte: Guiame, com informações da BBC

Atualizado: Quinta-feira, 8 Janeiro de 2015 as 1:48

Líbia
Líbia

De acordo com a BBC, 3 trabalhadores cristãos egípcios foram libertados na última segunda-feira (5); há uma suspeita de que eles tenham sido sequestrados por militantes islâmicos no norte da Líbia por volta das 2 horas da manhã, no dia 3 de janeiro.

De uma séria de ataques contra cristãos egípcios na Líbia, esse é o mais recente e aconteceu apenas uma semana depois que outros sete cristãos foram sequestrados.

“Eles tinham uma lista com os nomes completos dos cristãos presentes no edifício. Ao verificar as identidades de cada um, os muçulmanos eram deixados de lado, enquanto os cristãos foram levados”, disse Hanna Aziz.

Segundo o jornal Alshareq Alawsat, fontes de inteligência egípcias disseram que "apesar de existirem informações atuais afirmando que a organização Fajer Libya está por trás dos ataques, relatos iniciais confirmam a responsabilidade de um grupo radical líbio ligado ao Estado Islâmico".

Ministério das Relações Exteriores do Egito está orientando os egípcios a não viajarem para a Líbia. Recentemente, o número de cristãos egípcios no país caiu de 100 mil para apenas algumas centenas.

 

veja também