Cristãos migrantes e refugiados são alvo de crueldade na Líbia

Eles são submetidos a tortura, roubos e sequestros

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Terça-feira, 26 Maio de 2015 as 6

Refugiados na Líbia
Refugiados na Líbia

Um relatório divulgado pela Anistia Internacional no dia 11 de maio revelou qque a população migrante e refugiada sofre cada vez mais abusos e perseguição por motivos religiosos.

Na Nigéria, Egito, Etiópia e Eritreia, cristãos migrantes e refugiados são os mais visados e ficam sujeitos a sequestro, tortura, roubos e agressões físicas causadas por gangues, além dos ataques e abusos comentidos pelo Estado Islâmico e Ansar al-Sharia.

Charles, um homem nigeriano de 30 anos, já foi raptado e agredido divrersas vezes por membros desses grupos. "Eu sou um cristão e é por isso que os homens sempre vão até a casa, onde moravam mais três cristãos nigerianos, e nos atacam. Até mesmo nas ruas, homens armados poderiam me perguntar se eu era cristão."

Outro nigeriano, que também fugiu para a Líbia, conta sobre a crueldade que existe no país. "Em um emprego, qualquer chefe líbio irá perguntar se você é muçulmano ou cristão. Se você disser que é cristão, então você estará em apuros. Ele não vai pagar seu salário e, se você reclamar, irá sofrer agressão física."

O surgimento de grupos armados e fieis aos jihadistas e extremistas do Estado Islâmico agravou ainda mais a situação de minorias religiosas na Líbia. Ore por essas pessoas.

veja também