Cristãos são atacados à machadadas por um grupo de hindus na Índia

Cerca de 15 militantes hindus ameaçaram "acabar" com o grupo de 30 cristãos, incluindo alguns pastores, se eles continuassem orando a Jesus Cristo.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Postc

Atualizado: Quinta-feira, 17 Setembro de 2015 as 3:54

Manifestantes durante protesto organizado por centenas de cristãos contra ataques à igrejas. (Foto: Reuters/ Danish Siddiqui)
Manifestantes durante protesto organizado por centenas de cristãos contra ataques à igrejas. (Foto: Reuters/ Danish Siddiqui)

 

Um grupo de cristãos foi atacado por radicais hindus à machados, pás e tacos durante uma reunião de oração que aconteceu no estado de Jharkhand, na Índia. A surra enviou seis pessoas para o hospital, mas ainda assim os cristãos recusaram a se voltar aos ídolos hindus, como foi imposto a eles pelos extremistas.

Cerca de 15 militantes hindus ameaçaram "acabar" com o grupo de 30 cristãos, incluindo alguns pastores, se eles continuassem orando a Jesus Cristo. "Depois disso, dois homens entraram e pediram ao pastor e aos outros para irem para fora do local, mas os cristãos se recusaram a ir", relatou o Rev. Akash Nandi nesta terça-feira (15) sobre o ataque que ocorreu no início deste mês.

Os agressores também danificaram a moto do pastor Sarvajit Bharti, e arrastaram para fora o pastor Mitilesh Kumar, exigindo que os cristãos começassem a adorar os ídolos hindus. "Mitilesh respondeu que eles não estavam fazendo nada de errado por adorar a Cristo, e eles não iriam parar," relatou Nandi.

Vários cristãos foram "impiedosamente espancados", incluindo uma idosa de 60 anos, que teve as duas mãos fraturadas e todo o corpo marcado pelas agressões. "Desde abril deste ano, temos sido pressionados a escolher entre Cristo e as nossas vidas, e somos constantemente ameaçados de sermos expulsos da aldeia se não renunciarmos a Cristo", disse Nandi.

Além disso, Nandi observou que uma das formas de conter os cristãos é a restrição imposta pelos hindus ao acesso a água do poço. 

"A situação é tensa, já que os extremistas estão perseguindo fortemente os cristãos e os ameaçam a serem queimados se eles não deixarem Cristo", o pastor revelou. "É difícil para as crianças estar sem água adequada para beber, já que os cristãos são impedidos de tirar água do poço."

A intolerância contra os cristãos tem aumentado na Índia de acordo com o crescimento contínuo da população cristã, e tem havido vários ataques violentos ao longo dos últimos anos. No mês passado, cerca de 100 cristãos foram massacrados por extremistas hindus, e cerca de 56 mil cristãos ficaram desabrigadas depois que suas casas e igrejas foram invadidas.

veja também