Dilma diz ter admiração por Israel porque parte do Brasil é formada por novos cristãos

Em entrevista nesta semana, a presidente falou do conflito entre Israel e Palestina e disse que o Brasil é uma nação amiga

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 1 Agosto de 2014 as 4:31

Dilma"Não vai haver ruptura nem nada. Mas lamento as palavras do porta-voz, pois as palavras produzem um clima muitos ruim e deveríamos ter cuidados com as palavras."

Foi essa a resposta da presidente Dilma Rousseff à declaração de Yigal Palmor, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, sobre o Brasil ser um 'anão diplomático'.

Ela afirmou ainda que o embaixador do Brasil embaixador do país em Tel Aviv, Henrique Sardinha Pinto, foi chamado para sanar algumas dúvidas e que "oportunamente" vai voltar a Israel.

Ao falar do conflito entre Israel e Palestina, Dilma frisa que o Brasil é uma nação amiga e não inimiga. "Eu tenho uma grande consideração (por Israel), até porque grande parte dos brasileiros é formada por cristãos novos e o Brasil foi o primeiro país a reconhecer o Estado de Israel."

Para ela, o cessar-fogo pedido pela ONU é ótima iniciativa, pois civis estão pagando o preço da guerra, inclusive mulheres e crianças.


com informações da BBC

 

veja também