Diretor de casa de recuperação comenta doações de alimentos pela Expoevangélica: "Uma bênção"

A Associação Ebenézer é uma das beneficiadas pela iniciativa de doação de alimentos não perecíveis na Expoevangélica, em Fortaleza (CE). O diretor da casa de recuperação, José Romel explicou que as doações são de grande importância.

fonte: Guiame, por João Neto

Atualizado: Quarta-feira, 22 Junho de 2016 as 4:45

Localizada na região de Pacajus (CE), atualmente a casa atende a 52 jovens e, segundo Romel, a Associação tem conseguido trabalhar na recuperação de dependentes químicos, com a ajuda de doações, como estas. (Foto: Guiame)
Localizada na região de Pacajus (CE), atualmente a casa atende a 52 jovens e, segundo Romel, a Associação tem conseguido trabalhar na recuperação de dependentes químicos, com a ajuda de doações, como estas. (Foto: Guiame)

Além de ser atualmente uma das maiores feiras de artigos evangélicos do Brasil, a Expoevangélica acabou tornando-se também uma oportunidade de fazer o bem e ajudar a quem precisa. Desde sua primeira edição, o evento tem deixado de cobrar valores em dinheiro pelos ingressos para receber doações de alimentos não perecíveis, que são repassados a instituições sociais.

Em entrevista exclusiva ao Guiame, o diretor da Associação Ebenézer - uma das beneficiadas por essa iniciativa - José Romel explicou que as doações são de grande importância, considerando que o tratamento que a casa de recuperação oferece aos dependentes químicos é totalmente gratuito.

"Para o nosso projeto social, no qual não cobramos nenhum valor [das pessoas em tratamento], existe uma dificuldade muito grande de arrecadar alimentos", explicou.

Romel celebra o apoio dado pela organização da feira cristã, que tem crescido a cada edição. Segundo o próprio Romel, as doações passaram de cerca de 4 toneladas (2014) para 8 toneladas (2015).

"Já vai completar cinco anos que recebemos esse apoio da Expoevangélica. Para nós tem sido uma bênção muito grande, porque não tem sobrecarregado os familiares e não tem sobrecarregado a gente com a compra de alimentos", disse.

Localizada na região de Pacajus (CE), atualmente a casa atende a 52 jovens e, segundo Romel, a Associação tem conseguido trabalhar na recuperação de dependentes químicos, com a ajuda de doações, como estas.

"O consumo de alimentos é muito alto. Essa ajuda tem sido de grande valor para o nosso projeto. Nós estamos conseguindo manter esse projeto por sete anos com alimentos, por meio de doações. Deus tem tocado o pastor Everton e a Expoevangélica tem marcado o nosso trabalho", afirmou.


Estendendo a mão
Diante do grande aumento no número de doações, a diretoria da Associação Ebenézer também tem celebrado a oportunidade de ver outros projetos sociais sendo abençoados. Atualmente, os alimentos recebidos pela organização da Expoevangélica já estão sendo redirecionados para outros projetos sociais, amparados pela Assembleia de Deus Cidade dos Funcionários.

Romel também lembrou que parte dos alimentos recebidos pela Associação Ebenézer são doados para as famílias de jovens que estão em tratamento na Casa.

"Nós também estendemos essas doações aos familiares. Nós entendemos que o jovem que vai para o projeto, muitas vezes é o homem da casa em seu lar. Quando ele vem para a Associação, acaba deixando uma família que tem 4, 5, 6 até 8 filhos. Então nós também doamos aproximadamente R$1.500 por mês em alimentos para essas famílias", explicou.

Para saber mais sobre a Associação Ebenézer, ligue: (85) 8795-2040 ou (85) 8782-9700.

Para fazer uma doação:

Banco Bradesco
Ag: 624-6
C/c: 32.493-0

Banco Itaú
Ag: 1649
C/c: 13638 - 7

veja também