Egito: CSW pede investigação após conflitos entre policiais e comunidade cristã

Após protesto da comunidade cristã, policiais destruíram casas dos cristãos e abusaram fisicamente deles

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 10 Outubro de 2014 as 11:20

Egito_missõesEm 23 de setembro, a polícia de Al-Minya, em no Egito, conduziu incursões que resultou em perseguições e agressões a membros da comunidade cristã.

Alguns desses cristãos tiveram as casas e propriedades invadidas e destruídas e 12 pessoas foram detidas.

Tais incursões aconteceram depois de protestos realizados por cristãos em frente à delegacia de polícia na cidade de Samalout, na província de Minya, para exigir ação da polícia a respeito do sequestro de uma mulher cristã.

As informações da polícia são de que alguns manifestantes jogaram oquetéis molotov na delegacia de polícia, levando à detenção de mais de 30 manifestantes.

No dia seguinte ao protesto, policiais destruíram bens e casas dos cristãos locais e até abusaram fisicamente deles, incluindo uma mulher idosa e crianças, se referindo a ele como infiéis.

Agora a A Christian Solidarity Worldwide (CSW) pede que o Ministério do Interior Egípcio realize uma investigaçao transparente com urgência.


com informações da Portas Abertas

veja também