Estado Islâmico assume "ataque bendito contra infiéis" na Tunísia

Ataque que matou 21 pessoas na quarta-feira (18) teve a autoria assumida pelo grupo islâmico

fonte: Guiame, com informações da Agência Lusa/Agência Brasil

Atualizado: Sexta-feira, 20 Março de 2015 as 10:49

Estado Islâmico ataca museu na Tunísia
Estado Islâmico ataca museu na Tunísia

Uma mensagem de áudio foi divulgada pelo Estado Islâmico nesta quinta-feira (19). No áudio, o grupo assume a autoria do ataque ao Museu do Bardo, em Túnis, na Tunísia, realizado na quarta-feira (18).

O ataque matou 21 pessoas e o grupo justifica o atentado como “ataque bendito contra um dos focos dos infiéis na Tunísia muçulmana.” Além disso, o EI dá os nomes Abu Zakaria Al Tounisi e Abou Anas Al Tounisi, como os cavaleiros do califado ação.

Yassin Abidi e Hatem Khachnaoui, os dois responsáveis pelo ataque, foram identificados horas antes da ação pelas autoridades tunisinas. Eles tinham armas automáticas e granadas.

No áudio, o grupo frisa que “O que viram foi só o princípio. Não vão ter nem segurança nem paz”.


.

 

veja também