"Eu oro por todos em Paris", diz cristã norte-coreana refugiada

Hea Woo falou à Portas Abertas após os ataques de extremistas islâmicos

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Quarta-feira, 14 Janeiro de 2015 as 11:33

Charlie Hebdo _ protesto
Charlie Hebdo _ protesto

Anos atrás, Hea Woo, uma cristã norte-coreana refugiada, visitou Paris para falar aos parceiros da Portas Abertas que estavam lá.

Agora, após o ataque à revista Charlie Hebdo, ela se mostra chocada e diz que os ataques a fizeram lembrar das ações do governo norte-coreano.

"Ambos, os terroristas e o regime de Kim Jong-Un, tentam controlar as pessoas através de ameaças e violência. Eu oro para que Deus proteja as pessoas na França e em outros países e que eles possam experimentar a paz e graça de Deus", diz a cristã

Hea Woo respondeu a duas perguntas feita pela Portas Abertas. Confira:

Quando você estava em um campo de trabalhos forçados norte-coreano, você foi capaz de amar aqueles que a aterrorizaram?
Foi extremamente difícil. Eu não sabia o que estava acontecendo fora do campo e estava morrendo por dentro. Em algum momento, um médico me examinou e disse aos guardas que eu não iria sobreviver mais de três dias. Mas eu orei a Deus. Pedi para que aqueles que me perseguiam pudessem ser usados para me ajudar a permanecer viva. Deus respondeu às minhas orações. Os soldados me trouxeram comida e, lentamente, eu me recuperei. Isso só foi possível através do amor e poder milagroso de Deus. Eu continuei orando pelos meus perseguidores; intercedendo para que os seus pecados fossem perdoados, para que eles pudessem conhecer a Deus. Eu os amei em Cristo.

Você tem algo a dizer para a Igreja na Europa?
Após a unificação da Coreia do Norte e da Coreia do Sul, eu vou voltar para espalhar o evangelho de Jesus Cristo às pessoas que me perseguiam. Lembro-me do versículo que diz, “Foi bom para mim ter sido castigado, para que aprendesse os teus decretos.” (Salmos 119.71). Deus nos livrará de todo o sofrimento e angústia. Nós temos nossa vida celestial, embora nós vivamos nesta terra. O Senhor sempre esteve comigo, então eu nunca poderei desistir do nome de Jesus Cristo, independente da circunstância. Deus é fiel. Deus é amor, ele nunca falha.

Tenho certeza de que haverá muitas bênçãos depois de todo o sofrimento e angústia. Com o poder do Espírito Santo, é possível seguir em frente, a despeito de todas as ameaças. Lembre-se: o nosso Pai Celestial é conosco! Nunca desista! Quando eu estava na prisão, me lembrei de todas as pessoas que oraram por mim. Elas se tornaram a minha força. Eu oro por todos em Paris e todas as pessoas que estão envolvidas com os acontecimentos recentes. Espero que a minha oração possa fortalecê-los em Jesus Cristo também.

 

veja também