Ex-muçulmano afirma que "o Alcorão pode levar o Jesus da Bíblia"

Ainda que os muçulmanos radicais o vejam como um apóstata por ter deixado a crença islâmica, Saeful não teme. "Eu não tenho medo, porque para mim a vida é Cristo e a morte é lucro", disse ele.

fonte: Guiame, com informações de CBN News

Atualizado: Quarta-feira, 9 Dezembro de 2015 as 2:54

Ex-muçulmano afirma que o Alcorão pode levar o Jesus da Bíblia. (Foto: Reprodução/ História do Mundo )
Ex-muçulmano afirma que o Alcorão pode levar o Jesus da Bíblia. (Foto: Reprodução/ História do Mundo )

Saeful é conhecido no Sudão por tocar músicas com um instrumento tradicional do país. Mas seu quadro atual está longe do que ele vivia em sua juventude, marcada pela criminalidade e uma vida fiel à doutrina islâmica. "Mas tudo isso parou quando nossa turma passou a ser caçada por um atirador", disse Saeful. "Alguns dos meus amigos foram mortos. Eu estava com tanto medo, porque eu sabia que seria o próximo, que eu fugi da nossa aldeia."

Ele buscou refúgio na casa de seu pai, mas ficou surpreso com a novidade que encontrou: o homem que o criou agora era adepto à fé cristã. "Como sudaneses seguimos rigorosamente o Islã. Eu tentei convencer meu pai a voltar para o Islã, mas meu pai disse: 'Não, eu não posso. Se você quer saber sobre o cristianismo apenas leia a Bíblia, porque eu não posso te responder."

Depois disso, Seeful foi para casa e leu a Bíblia que recebeu de seu pai. Ele foi consolado pela passagem bíblica de Mateus 11:28, que diz: "Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso."

"Naquela época, eu estava com tanto medo e tão perturbado que eu disse a Deus: 'Eu acreditarei em você, se você me der paz'. Eu também abri em João 14:6: 'Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim'", acrescentou.

Saeful estava convencido de que seu pai fez a escolha certa. Ele também decidiu seguir a Cristo. "A partir desse momento tudo mudou, e eu não estava mais com medo", disse ele.

O então ex-muçulmano voltou à antiga aldeia como um homem diferente. Ele serviu a Deus tocando louvores e atraiu algumas pessoas em sua comunidade. Hoje ele se tornou professor de música — parte daquilo que ele acredita ser um "ministério contextual", onde ele evangeliza no contexto da cultura do povo.

Muçulmanos como Dede apreciam a música de Saeful. "Eu realmente gosto de música e por isso, quando eu ouvi a música de Saeful, entrei para o grupo. As músicas dele me dão paz. A esposa de Saeful compartilhou comigo o significado mais profundo das músicas e foi aí que eu aprendi sobre o cristianismo", disse Dede.

Saeful vai ainda mais além: "Jesus é Deus. Depois que eu cri em Jesus, eu compartilhei minha fé com a minha família. Eles também estavam lendo o Alcorão regularmente, eu mostrei Jesus a eles no Alcorão e disse que Jesus era o caminho para Deus", ele disse. "Este Alcorão pode levar o Jesus da Bíblia."

Ainda que os muçulmanos radicais o vejam como um apóstata por ter deixado a crença islâmica, Saeful não teme. "Eu não tenho medo, porque para mim a vida é Cristo e a morte é lucro", disse ele. "Quando as pessoas vêm protestar contra mim, há uma oportunidade para eu dizer a eles: 'Qual é o meu erro? Eu quero te dizer que o Islã me ensinou e me mostrou o caminho, o caminho real para a felicidade eterna, que é somente através de Issa Almasih, Jesus."

veja também