Ex-muçulmano faz batismos no local onde 21 cristãos foram decapitados pelo EI

Apesar do sofrimento dos cristãos no Oriente Médio e Norte da África, a vida de Shahid é mais um exemplo poderoso de como Deus está transformando as vidas nessas regiões.

fonte: Guiame, com informações de Charisma News

Atualizado: Quarta-feira, 9 Março de 2016 as 2:38

Cristãos convertidos foram batizados nas margens do mesmo mar onde 21 cristãos coptas foram decapitados pelo grupo terrorista Estado Islâmico. (Foto: IBTimes)
Cristãos convertidos foram batizados nas margens do mesmo mar onde 21 cristãos coptas foram decapitados pelo grupo terrorista Estado Islâmico. (Foto: IBTimes)

Deus está agindo de forma poderosa em muitas partes do Oriente Médio e Norte da África, composto por grandes comunidades muçulmanas. A história de Shahid (nome fictício para fins de segurança) é prova disso.

Ele nasceu e cresceu na Líbia como um muçulmano devoto. "Como todos na Líbia, quando eu era pequeno, costumava ir para a escola corânica", disse Shahid ao “Leading The Way” com o Dr. Joseph Youssef, um ministério cristão de TV e rádio.

Após passar 14 anos de sua vida estudando a jurisprudência islâmica, Shahid se tornou um especialista no Alcorão. No entanto, quanto mais ele se aprofundava nas leis muçulmanas, mais se desiludia com elas. "O Islã ficou completamente exposto com sua realidade escondida. Pouco a pouco, eu fui tendo sérias preocupações com o Islã", disse Shahid.

Shahid buscou se aconselhar com amigos e familiares para esclarecer suas dúvidas, que o disseram — com hostilidade — para não questionar a sua fé. "Eles me disseram que há um verso no Alcorão que incita os muçulmanos a não procurarem respostas sobre algumas questões, pois saber essas coisas poderia prejudicá-los", disse ele.

No entanto, as imprecisões de sua fé atormentaram Shahid. "Eu vivi em uma luta por mais de quatro anos", disse ele. Desanimado, Shahid decidiu abandonar a fé e se tornar um ateu.

"Cheguei a um ponto em que o Islã não tinha mais parte na minha vida, a religião deixou de existir e Maomé não significava nada para mim."

Foi nessa época que Shahid se deparou com Kingdom SAT, um canal por satélite do Leading The Way, transmitido a todo o mundo muçulmano.

Com a ajuda dos parceiros do Leading The Way no Oriente Médio, Shahid procurou secretamente cristãos no Líbano e na Jordânia e, eventualmente, foi apresentado a Jesus Cristo. "Eu aprendi sobre quem é Jesus e como ser um cristão. Estudamos como viver com Cristo, a comunhão com Ele, e como fazer parte da igreja."

Após vários meses de intensos estudos bíblicos, Shahid aceitou a salvação de Jesus e foi batizado. Inspirado pela revelação do profundo amor de Deus, ele passou a carregar o desejo de anunciar as boas notícias do Evangelho. "Eu não poderia manter minha boca fechada. Eu tinha que compartilhar Jesus com os outros", disse ele.

Através das palavras Shahid, muitos muçulmanos se voltaram para Jesus Cristo e foram batizados. Dois anos depois de deixar o islã, ele ainda implantou 11 igrejas por toda a África do Norte e Europa.

Recentemente, Leading The Way compartilhou uma foto que registrava Shahid batizando cristãos convertidos nas margens do mesmo mar onde 21 cristãos coptas foram decapitados pelo grupo terrorista Estado Islâmico em fevereiro de 2015.

Apesar do sofrimento dos cristãos no Oriente Médio e Norte da África, a vida de Shahid é mais um exemplo poderoso de como Deus está transformando as vidas nessas regiões.

veja também