Exército da Nigéria destruiu acampamentos do Boko Haram e libertou 200 meninas e 93 mulheres sequestradas

Força militar contra terroristas foi na selva de Sambisa no começo da semana

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Quinta-feira, 30 Abril de 2015 as 10:12

Nigéria na campanha por meninas sequestradas em 2014
Nigéria na campanha por meninas sequestradas em 2014

Na terça-feira (23) a Nigéria anunciou o resgate de 200 meninas e 93 mulheres que estavam sob o poder do grupo radical islâmico Boko Haram.

Uma força militar foi realizada e destruiu três acampamentos de terroristas na selva de Sambisa.

De acordo com a Anistia Internacional, desde o começo de 2014, pelo menos duas mil mulheres foram sequestradas pelo Boko Haram. A maior parte das mulheres raptadas pelo grupo são forçadas a casarem-se com membros do grupo, servem como cozinheiras, são abusadas sexualmente, e até recebem treinamento para participar de ataques com armas, às vezes contra suas próprias aldeias.

Horas após o resgate, o coronel Sani Usman afirmou que não se tratam das meninas sequestradas em Chibok no ano passado.

Embora o resgate seja motivo para celebrar, a Igreja ainda precisa clamar pela vida de outras meninas e mulheres que estão sob o domínio dos radicais, lembrando que muitas delas são cristãs.

 

veja também