Filha de governante muçulmano se converte ao ler trecho da Bíblia: “Jesus me libertou”

A história de Najima (nome fictício por razões de segurança) foi narrada pelo evangelista Paul Siniraj para o ministério ‘Bíblias para o Oriente Médio’, uma organização que atua nos países muçulmanos mais opressos.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Segunda-feira, 2 Maio de 2016 as 3:42

Najima era uma muçulmana fiel, até se deparar com um pedaço de papel que continha um trecho da Bíblia. (Foto: Reprodução)
Najima era uma muçulmana fiel, até se deparar com um pedaço de papel que continha um trecho da Bíblia. (Foto: Reprodução)

Jesus Cristo pode manifestar Sua presença nos lugares mais improváveis. Recentemente, quem descobriu isso foi a filha de um governante muçulmano de um país do Oriente Médio — mesmo à custa de ser repudiada por sua própria família.

A história de Najima (nome fictício por razões de segurança) foi narrada pelo evangelista Paul Siniraj para o ministério 'Bíblias para o Oriente Médio', uma organização que atua nos países muçulmanos mais opressos.

Najima era uma muçulmana fiel, mas estudava em uma universidade ocidental. Certo dia, dentro da sala de aula, ela notou um pequeno pedaço de papel preso no vinco de sua mesa.

O papel continha uma passagem da Bíblia sobre Jesus Cristo, que dizia: "Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus" (2 Coríntios 5:21).

Ela jogou o pedaço de papel no lixo, mas as palavras se mantiveram em sua mente. Najima se perguntava: "Como Jesus pode ter se tornado pecado por nós?". Naquela noite, ela não conseguiu dormir.

Experiência

De repente, uma forte luz que vinha da janela invadiu seu quarto, como se o sol estivesse brilhando à meia-noite. Em seguida, a jovem ouviu uma voz: "Filha, você é uma pecadora. Não há um justo sequer. Todos saíram do caminho, e juntos se tornaram inúteis; mas eu vim para levar todos os seus pecados. Eu fiz o resgate de muitos. Acredite em mim e me aceite. Eu te dou a vida eterna."

Ela sabia que era a voz de Jesus Cristo. Neste momento, ela se ajoelhou e o aceitou como seu Salvador e Senhor.

Ao saber da novidade, sua família tomou uma medida radical: Najima foi colocada nua em uma cadeira, amarrada a uma placa de metal. Ela sabia que seria morta por electrocussão, mas estava disposta a morrer por Jesus.

Ela fez um último pedido: que uma Bíblia fosse colocada em seu colo. "Se você quer morrer junto com sua religião falsa, que assim seja”, respondeu seu pai. “Isso vai mostrar que sua religião é impotente", acrescentou um de seus irmãos.

Em vez de medo, ela sentiu paz, como se o próprio Jesus Cristo estivesse em pé, ao lado dela. Seu pai conectou a tomada, mas nada aconteceu. Eles tentaram repetidas vezes, utilizando vários cabos, mas não obtiveram resultados.

Novas vestes

Irritado, o pai deu um tapa na jovem e gritou: "Você não é mais minha filha!". Najima foi colocada nua para fora de casa, mas encontrou refúgio na casa de uma amiga, que a abrigou.

No dia seguinte, sua amiga perguntou aos vizinhos se viram uma menina correndo nua pelas ruas, mas as respostas foram surpreendentes. "Nós vimos uma garota correndo com um vestido branco, maravilhoso, como um anjo. Nós nos perguntamos por que alguém vestida tão lindamente teve que correr pelas ruas".

Mais tarde, o pai de Najima a levou de volta para casa à força e a colocou sob prisão domiciliar. Hoje, ela vive com sua família novamente, vestindo véus muçulmanos, mas acreditando na transformação de sua casa.

"O Senhor Jesus Cristo me libertou do pecado e da morte. Eu experimentei a verdadeira liberdade e paz interior. Aleluia!", disse ela aos missionários.

veja também