Filho de missionária ouve ameaças pelo telefone no Quirguistão: "Saiam daqui com o seu Deus e a sua religião"

Enviada pela igreja, a missionária foi com o objetivo de plantar uma igreja no país

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Quarta-feira, 22 Abril de 2015 as 4:56

Bandeira do Quirguistão
Bandeira do Quirguistão

Missionária de uma igreja protestante, Janna* tem sofrido ameaças no Quirguistão por sua profissão de fé.

Aproximadamente um ano atrás, ela se mudou com os dois filhos para uma aldeia no interior do páis para plantar uma igreja lá.

Enviados com o apoio da igreja em atuava, ela passou a receber ameaças. Há poucos dias, enquanto não estava em casa, um homem desconhecido ligou e disse ao filho mais velho: "Diga à sua mãe que ela tem de deixar a vila e voltar para sua cidade, caso contrário, ela vai se arrepender. Saiam daqui com o seu Deus e a sua religião, vocês não têm de nos ensinar como viver."

Atualmente, a missionária lidera encontros de cerca de nove pessoas em sua casa para estudar a Palavra de Deus.

"Ore por Janna e seus dois filhos, pedindo pela proteção do Senhor sobre a vida deles e os cristãos que frequentam as reuniões de estudo bíblico. Por conta das ameaças, todos os participantes decidiram suspender esses encontros por algum tempo", lamenta a Portas Abertas.

 

* nome alterado por motivos de segurança

veja também