"Foram as primeiras gotas, mais virão", diz combatente do Estado Islâmico ao comemorar ataque à revista

Sírio aliado ao grupo terrorista Estado Islâmico disse ter ficado feliz com o ataque

fonte: Guiame, com informações da Reuters

Atualizado: Quinta-feira, 8 Janeiro de 2015 as 9:19

Vítima do ataque à revista francesa
Vítima do ataque à revista francesa

Um combatente do Estado Islâmico apoiou e elogiou o ataque à revista francesa Charlie Hebdo, que matou ao menos 12 pessoas nesta quarta-feira, 7 de janeiro.

A ação foi uma vingança por insultos contra o Islã e Maomé em tirinhas de humor publicadas pela revista. Um combatente do Estado Islâmico comentou, via internet, que ele e outros combatentes do grupo ficaram felizes com a notícia do ataque.

"Os leões do Islã vingaram o nosso profeta", disse Abu Mussab, o sírio militante do Estado Islâmico. "Esses são os nossos leões. Foram as primeiras gotas - mais virão", completou ele, pela internet.

Mussab diz não conhecer os homens armados que aparecem nas imagens gravadas por câmeras e até agora nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque.

 

veja também