Garoto cristão foge do Boko Haram e conta o que viu e ouviu dos militantes radicais

O grupo deu a ele a opção de casar com qualquer uma das meninas sequestradas por eles

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 9 Fevereiro de 2015 as 10:02

Boko Haram
Boko Haram

Henry* é um garoto cristão que escapou do grupo Boko Haram, na Nigéria. Ele conversou com Emmanuel Ogebe, do portal Breibart, e contou algumas informações sobre o grupo radical.

"Ser soldado significa decapitação imediata. Aos cristãos em geral é dada a chance de se converter ao islamismo antes de serem mortos. Isso não acontece com soldados – cristãos ou muçulmanos.", disse Ogebe em sua reportagem.

Ogebe acredita que Henry deve ter ganhado a simpatia do grupo, já que ele foi capturado com uma perna lesionada. Porque, segundo ele escreveu: "O Boko Haram raramente é misericordioso com meninos cristãos.”

Henry compartilhou algumas frases que ouviu os militantes falando: "Nós perturbamos o mundo sequestrando essas meninas." "Se soubéssemos, teríamos feito isso antes. Quando matamos um bando de colegiais em Buni Yadi e deixamos as demais meninas irem embora, elas alertaram as outras garotas para abandonarem a escola. Deveríamos tê-las levado. É o que vamos fazer partir de agora.”

O garoto disse que o Boko Haram lhe deu a opção de se casar com qualquer uma das meninas capturadas. "Uma vez que uma mulher é mandada para lá, é um caminho sem volta", relatou.

 

veja também