Grupo radical Seleka mata mais um pastor na República Centro-Africana

Acredita-se que os homens armados membros do grupo radical o tenham seguido até o campo em que trabalha e o matado lá

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 29 Agosto de 2014 as 3:47

República Centro Africana _ missõesO grupo radical Seleka matou o pastor Emmanuel Ngaissona, de 65 anos, no último sábado, 22 de agosto, em Batangafo.

O pastor era líder da Igreja Evangélica da Cooperação na República Centro-Africana (ECEC, sigla em inglês) e o crime aconteceu enquanto Ngaissona trabalhava fora da cidade.

Acredita-se que os homens armados membros do grupo radical o tenham seguido até o campo em que trabalha e o matado lá.

Segundo membros do Seleka, eles confundiram o pastor com um militante anti-Balaka. Ngaissona foi enterrado no domingo (23). Ele deixou sua esposa e cinco filhos.

Outro pastor foi assassinado na cidade de Batangafo, perto da fronteira da República Centro-Africana com o Chade. O primeiro pastor centro-africano a perder a vida foi Jean Mbefara, que morreu em um dos conflitos entre milícias Seleka e anti-Balaka

Pedidos de oração

Ore pelo conforto e cuidado de Deus sobre a família. A cidade de Batangafo tem sido abalada nas últimas semanas por diversos ataques que já mataram dois pastores. Essa instabilidade reflete a tensão contínua na qual todo o país está mergulhado.
Interceda para que a comunidade cristã em Batangafo seja fortalecida e encorajada a permanecer firme, cuidando dos servos do Senhor que sobrevivem dia após dia em meio a tantos conflitos e perigos.
Peça ao Senhor para que a paz seja restabelecida.

 

com informações da Portas Abertas

 

veja também