Homens são afogados dentro de gaiola em piscina pelo Estado Islâmico; assista

O mais absurdo é que câmeras subaquáticas foram criteriosamente posicionadas para mostrar, num vídeo de sete minutos, os homens agonizando e morrendo. Depois do afogamento, o vídeo ainda mostra a gaiola sendo retirada da água com os corpos empilhados.

fonte: Guiame, com informações de Extra

Atualizado: Quarta-feira, 24 Junho de 2015 as 11:43

Cinco deles foram colocados dentro de uma gaiola, que foi submersa numa piscina, e morreram afogados. (slamic State/Wilayat Nineveh)
Cinco deles foram colocados dentro de uma gaiola, que foi submersa numa piscina, e morreram afogados. (slamic State/Wilayat Nineveh)

 

Além de cometer assassinatos brutais, uma das grandes investidas do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) é produzir vídeos com as cenas chocantes que são realizadas com os seus "inimigos".

Nesta terça-feira (23), imagens divulgadas pela filial do grupo na província de Nineveh, no Iraque, mostram homens, descritos como “espiões da coalizão”, sendo mortos de maneira cruel. Cinco deles foram colocados dentro de uma gaiola, que foi submersa numa piscina, e morreram afogados.

O mais absurdo é que câmeras subaquáticas foram criteriosamente posicionadas para mostrar, num vídeo de sete minutos, os homens agonizando e morrendo. Depois do afogamento, o vídeo ainda mostra a gaiola sendo retirada da água com os corpos empilhados.

As imagens também mostram outros homens presos num carro enquanto um terrorista atira e o veículo explode. Outra cena, ainda, mostra prisioneiros acorrentados a explosivos.

A divulgação de vídeos e fotografias das mortes de "inimigos" é uma estratégia de "propaganda" do regime radical que pretende se instalar no Iraque e na Síria. Atualmente, o Estado Islâmico é o maior grupo terrorista do mundo, superando números devastadores da Al-Qaeda.

O EI também já divulgou outras execuções e, ainda, imagens de homossexuais sendo atirados do alto de um prédio, enquanto uma multidão assistia. Eles também já divulgaram imagens de crianças com armas, sendo treinadas para serem futuros "soldados".

 


Os homens foram mortos por afogamento. (Reprodução/ Vídeo/ Islamic State/Wilayat Nineveh)

 


O EI usou câmeras subaquáticas para filmar as mortes. (Reprodução/ Vídeo/ Islamic State/Wilayat Nineveh)

 


Os homens foram acusados de espionagem. (Reprodução/ Vídeo/ Islamic State/Wilayat Nineveh)

 


O vídeo também mostra um jihadista atirando num carro com prisioneiros. (Reprodução/ Vídeo/ Islamic State/Wilayat Nineve)

 


O EI também divulgou imagens de homens acorrentados a explosivos. (Reprodução/ Vídeo/ Islamic State/Wilayat Nineveh)


 

 

veja também